Frame by Frame Marvel's The Gifted TV

The Gifted – 2×12 – hoMe

The Gifted 2x12

PODE CONTER SPOILERS DE THE GIFTED!!!

Não é propriamente uma grande novidade quando The Gifted apresenta algumas alterações a nível da narrativa principal, mas quando o faz, certamente traz grandes repercussões a condizer.

Nesta semana, com a nação cada vez mais dividida, Evangeline (Erinn Ruth) convoca uma reunião de emergência com todos os líderes da Mutant Underground do país. Enquanto isso, Lorna (Emma Dumont) tenta descobrir novos detalhes sobre a operação especial de Reeva. Os sonhos entre Lauren (Natalie Alyn Lind) e Andy (Percy Hynes White) começam a mostrar alguns efeitos nefastos.

The Gifted 2x12

Devo confessar-vos que a ideia de todaMutant Underground reunir-se numa única bandeira para enfrentar ameaças como a Inner Circle ou os Purefiers parecia boa demais para ser verdade. Ainda assim, era uma ideia que dava uma luz esperançosa para os nossos mutantes da FOX após imensos dissabores ao longo deste caminho. Embora não tenha sido exatamente o melhor elemento do episódio (talvez pela sua previsibilidade), este elemento narrativo serviu alguns propósitos, tais como explorar o passado de Evangeline através do olhar de Erg (Michael Luwoye). Até mesmo os flashbacks concentrados em Clarice (Jamie Chung) obtiveram o seu propósito na conclusão, o que levou a uma atitude da mutante que, embora repentina, entra de acordo com o que temos visto da personagem até ao momento.

The Gifted 2x12

O episódio anterior de The Gifted já tinha deixado bem patente de que Lorna poderia estar a considerar mudar de lado, especialmente à luz de tanto secretismo. O que poderia muito bem ter sido apenas um team-up brevíssimo transformou-se numa mudança mais concreta para Lorna, agora uma agente dupla a favor da Mutant Underground. Este segmento poderia ter sido mais poderoso se, pelo menos, Lorna não ficasse especada na base da Inner Circle a fazer perguntas atrás de perguntas e a aumentar as suspeitas para a sua pessoa.

Entretanto, do lado dos Strucker, Caitlin (Amy Acker) e Lauren regressaram a Atlanta em busca de ajuda para solucionar o mistério que une a Inner Circle e os Purifiers. Embora, numa vista geral, esta narrativa não tenha levado a lado nenhum (como alguns eventos costumam correr em The Gifted), deu uma ampla oportunidade para as mulheres Strucker de criarem laços entre si, seja pelos momentos enternecedores (como o passado de bad girl de Cait) ou dramáticos (o medo de Lauren pelo aumento dos seus poderes).

Com esse foco nas duas mulheres, seria um bocado óbvio que um dos Struckers não tivesse algo para fazer. E essa “vítima” foi Reed (Stephen Moyer), com as suas cenas a serem apenas usadas para investigar o passados dos von Strucker e pouco mais do que isso. E considerando o que o personagem anda a passar, isto foi uma autêntica perda de tempo, tanto para a série, como para nós, como espectadores.

Podem ler o nosso Frame By Frame anterior de The Gifted aqui.

0 66 100 1
66%
Average Rating

Este episódio de The Gifted tem alguns momentos a seu favor, mas nada que consiga demarcá-lo de episódios muito mais fortes.

  • 66%

Comments