Frame by Frame The Flash TV

The Flash – 5×10 – The Flash & The Furious

The Flash 5x10

PODE CONTER SPOILERS DE THE FLASH!!!

É reconhecível que o midseason finale de The Flash – e estamos a falar do 100º episódio e não do mais recente crossover da Arrowverse – não trouxe exatamente aquilo que gostaríamos de ver mas, pelo menos, conseguiu encerrar com um twist que, francamente, não estávamos à espera de encontrar. Este episódio, The Flash & The Furious, não investe tanto neste twist, mas não deixa de apresentar alguns elementos curiosos.

Com Barry (Grant Gustin) de “baixa”, cabe a Nora (Jessica Parker Kennedy) tentar cobri-lo durante um tempo. O que se revela um bocado complicado quando a jovem velocista fica encarregue de perseguir a misteriosa Silver Ghost (Gabrielle Walsh), que tem o poder de tomar controlo de todos os veículos a motor. Entretanto, Cisco (Carlos Valdes) e Caitlin (Danielle Panabaker) discutem sobre uma possibilidade de uma meta-cura.

The Flash 5x10What is better – to be born good, or to overcome your evil nature through great effort? Esta é uma citação retirada diretamente do videojogo The Elder Scrolls V: Skyrim e que fala sobre a natureza do ser humano e da dualidade bem-mal. Seremos tão maléficos ao ponto de não termos direito a uma redenção, ou podemos mudar a nossa própria natureza e transformar-mo-nos em pessoas melhores? Histórias de redenção não são novidade nas artes de entretenimento – e algumas delas são melhor executadas que outras.

Esta é uma temática que Nora enfrenta no episódio desta semana, especialmente no que toca à mudança de atitude de Joss Jackam (Reina Hardesty). Embora a sua história de redenção possa ser um tanto ou quanto repentina, serve de uma forte lição de moral para Nora que, até aqui, acreditava que todos os criminosos não possuem quaisquer hipóteses de se tornarem melhores pessoas. Lição essa que dá a entender que é bem transmitida e que pode vir a mudar a sua opinião sobre os criminosos que encontra à sua volta, inclusive Eobard Thawne (Tom Cavanagh).

The Flash 5x10

Em mais do que uma ocasião, The Flash já provou que as narrativas secundárias simplesmente não têm algo de novo ou interessante para apresentar. Mas é claro que existem algumas exceções a essa regra. E, felizmente, este planeamento de uma possível cura para os meta-humanos acaba por calhar nesta categoria de exceções. Não só abre todo um novo leque de possibilidades para o futuro da série, mas certamente poderá criar uma nova fonte de conflitos dentro da equipa. Seja na forma de uma espécie de pseudo-Civil War ou mesmo a narrativa de X-Men: The Last Stand (só que melhor executada, esperemos nós), existe novo terreno para ser explorado.

Mas isto é, para todos os efeitos, um episódio de uma série de super-heróis da The CW, por isso é claro que nem tudo é bem executado. E um desses casos é o tratamento da Silver Ghost. Já não bastava que esta personagem tivesse uma atitude e aparência de quem acabou de uma convenção dedicada a Fast & Furious, mas os seus poderes – o que controlar qualquer veículo a motor – também não têm aquela veia única e diversa que normalmente encontramos na série.

Outra parte é que parece que ainda não seguiram em frente com a resolução da ameaça de Cicada. Apesar de a ideia de termos um humano a dar dores de cabeça que inclui cinco meta-humanos ter sido bem recebida inicialmente, fica mais do que claro que a sua presença já começa a dar mais dores de cabeças a nós, como espectadores.

Este não é um regresso ideal que esperaríamos de The Flash, mas pelo menos oferece-nos uma boa lição de moral, além de abrir as portas a um conjunto de eventos que poderão moldar o resto da temporada a longo prazo.

Podem ler o que achámos do episódio anterior de The Flash aqui.

0 66 100 1
66%
Average Rating

The Flash regressa para esta segunda parte da quinta temporada com uma lição de moral e uma nova narrativa secundária interessante, mas pouco mais do que isso.

  • 66%

Comments