Cinema Críticas

Crítica: The Favourite (2018)

The Favourite Crítica de Cinema

Em pleno século XVIII, a Rainha Anne está debilitada, doente e temperamental. Lady Sarah está encarregue de governar Inglaterra no seu lugar e vai tirando proveito da relação próxima com a Rainha para satisfazer os seus próprios interesses. Tudo isto é ameaçado quando a sua prima Abigail chega à corte e começa a tentar afastá-la das boas graças da soberana.

The Favourite é uma comédia muito original. É lasciva, ousada e ganha uma força incrivelmente eficaz através do seu triunvirato de atrizes de excelência. Olivia Colman é uma força da natureza e, a seu lado, temos Rachel Weisz e Emma Stone que se transformam em autênticas serpentes, sequiosas por poder. É na magistral relação entre as três que o filme se torna um marco histórico na indústria cinematográfica, já que as comédias de época tendem sempre a ser insultuosas.

The Favourite Crítica de Cinema
Rachel Weisz and Olivia Colman in the film THE FAVOURITE. Photo by Yorgos Lanthimos. © 2018 Twentieth Century Fox Film Corporation All Rights Reserved

Aqui, não há propriamente um humor banal. É acutilante, fugaz e, no entanto, subtil e próprio. A abordagem de Yorgos Lanthimos da corte inglesa é fluida e é quando se foca nas suas atrizes que The Favourite floresce. As traições, os diálogos, a fotografia e a música que acompanham a narração do filme vão enriquecendo a mensagem imponente de que “quanto maior é o voo, maior é a queda”. Pode parecer um pouco aleatório colocar este provérbio numa crítica de cinema, mas a verdade é que The Favourite mostra o lado mais manipulador do ser humano. É a expressão visual de que estamos dispostos a cometer atrocidades para atingirmos os nossos fins.

É neste pressuposto que o filme se foca, culminando numa novela a três extremamente exigente, ao passo que vai puxando prestações incrivelmente talentosas do trio de atrizes. É importante também referir que The Favourite é um filme que explora de forma atípica as relações entre mulheres na corte. A história da Rainha Anne é uma história de dor, perda, sofrimento e carência. Procuramos amor em qualquer meio em que estejamos inseridos… para a monarca Anne, isso é algo que lhe é entregado com malícia, de modo a aproveitar-se da sua condição frágil. A presença masculina não é mais do que um adorno à sua corte, para discutir temáticas relacionadas com a guerra com a França; são as mulheres que lideram e são elas que dominam o governo.

The Favourite Crítica de Cinema

Olivia Colman é incrível no papel principal, dando origem a uma performance perturbadoramente ambígua e em constante delírio. A instabilidade mental e a forte dinâmica da perda de sensibilidade psicológica assolam a rainha e Colman é exímia em transparecer este aspeto. Rachel Weisz está soberba, fugindo ao seu registo habitual, ao passo que Emma Stone revela-se uma verdadeira caixa de surpresas. São precisamente elas que trazem The Favourite para um patamar de referência e são elas que compõem a alma do filme.

Yorgos Lanthimos é um realizador audacioso, explorando técnicas modernas no filme de época e continua a provar que é hábil em narrar histórias difíceis e em criar momentos calorosos, aproveitando o melhor dos seus atores. Quem viu The Lobster sabe perfeitamente do que este senhor é capaz.

The Favourite Crítica de Cinema
Emma Stone and Olivia Colman in the film THE FAVOURITE. Photo by Yorgos Lanthimos. © 2018 Twentieth Century Fox Film Corporation All Rights Reserved

Entre umas brincadeiras com coelhos, a provar a iguaria do ananás, The Favourite é uma comédia genial e com o coração no sítio certo. Não será para todos os gostos, mas é certamente um produto artístico a não perder para todos os amantes do cinema.

Leiam outras Críticas aqui.

Título: A Favorita

Título Original: The Favourite

Realização: Yorgos Lanthimos

Elenco: Olivia Colman, Rachel Weisz, Emma Stone, James Smith, Mark Gatiss, Nicholas Hoult.

Duração: 119 min.

Trailer | The Favourite

Comments