Mini-Reviews TV TV

Ray Donovan – Season Finale – 6ª Temporada

CONTÉM SPOILERS DE RAY DONOVAN!

O nosso Ray Ray está de volta para mais uma temporada atribulada, onde os seus problemas profissionais e familiares se conjugam para “destruir” um pouco mais a réstia de bondade que ainda se sente do protagonista. Ray envolve-se em novos esquemas, ao passo que ainda está de luto por Abby. O resto da sua família também luta contra os infortúnios que vão aparecendo no seu caminho.

Ray Donovan Season Finale
Liev Schreiber as Ray Donovan in RAY DONOVAN (Season 6, Episode 01, “Staten Island, Part One”). – Photo: Jeff Neumann/SHOWTIME – Photo ID: RAYDONOVAN_601_210.dng

O MELHOR:

Ray Donovan é uma série que sobrevive do seu excelente trabalho de atores.

Para além de Liev Schreiber, cuja personagem é extremamente intensa, revoltada e dramaticamente possante, temos Jon Voight que continua a acariciar o ecrã com a sua presença atipicamente ousada e sem vergonha; ao passo que Eddie Marsan (embora com menos tempo de antena) mantém uma postura ambígua (tanto é forte, como delicado) e Dash Mihok vai-se tornando cada vez melhor ator.

A presença de Susan Sarandon também confere um toque carismático a Ray Donovan, serpenteando como um veneno na vida de Ray. É também incrível que a série permaneça num registo intenso e nunca perde o seu tom escuro, como uma melodia de blues em constante ebulição.  O ritmo mantém-se inigualável e Ray Donovan ainda tem muito que percorrer.

Ray Donovan Season Finale
Jon Voight as Mickey Donovan in RAY DONOVAN (Season 5, Episode 11). – Photo: Michael Desmond/SHOWTIME – Photo ID: RAYDONOVAN_511_1742.R

O PIOR:

Apesar de ser uma série de referência, Ray Donovan começa a mostrar sinais de fadiga.

A história já não é tão cativante como anteriormente e, apesar do magnífico trabalho dos atores, algumas das personagens estão estagnadas no seu meio e já não trazem nada de novo à temática. Estão lá como meros adornos à narrativa e sente-se que os argumentistas possuem algum receio em eliminá-las (seja por que meio for).

Ray Donovan é carismática, mas o próprio protagonista parece estar constantemente no mesmo registo: Ray envolve-se sempre em esquemas prejudiciais à sua vida e, em vez de procurar sair deles, ainda se embrenha mais neles. A prestação de Schreiber é incrivelmente eficaz no público, ainda que a personagem precise urgentemente de “sair da cepa torta” e revelar novas facetas de personalidade que o espectador ainda não conhece, já que é o elemento que mais nos prende à história.

É também frustrante para o espectador que acompanha a série desde o seu início, que a vida de Ray não tenha mudanças positivas e torna-se evidente que os argumentistas têm medo de arriscar em atribuir alguma plenitude e paz à personagem. Isto coloca em causa algum realismo, ainda que se entenda que o mundo de Ray Donovan é tudo menos pacífico. A violência é uma constante e a dor lateja gradualmente em quase todos os intervenientes da ação. Mas está na altura de vermos uma “luz ao fundo do túnel” e começarmos seriamente a pensar num desfecho para Ray e a sua família disfuncional.

Ray Donovan Season Finale

Leiam a nossa Mini-Review anterior de Ray Donovan aqui.

Estado da Série: RENOVADA

0 80 100 1
80%
Average Rating

Ray Donovan encerra a sua sexta temporada, que nos deixa um pouco fatigados de tanto drama, mas sem nunca nos cansarmos das personagens que são ricas e dramaticamente intensas.

  • 80%

Comments