Cinema Críticas

Crítica: Inside Out (2015)

Inside Out Crítica de Cinema

Não importa o local onde se vive, que idade se possa ou outros fatores que possam vir à mente, todo o fã das artes cinematográficas já ouviu falar de um certo estúdio chamado Pixar. Com filmes criados em cooperação com a Disney, a Pixar foi responsável por alguns dos filmes mais criativos e brilhantes dos últimos anos desde a sua fundação. Filmes como Toy StoryFinding NemoMonsters, Inc.The Incredibles e muitos outros, este estúdio de animação foi responsável por alguns dos melhores filmes de que há memória, não só pelas suas mensagens tocantes, mas também pelos seus mundos diversificados e vibrantes. Ah, e quantidades infinitas de explorar várias temáticas. Inside Out é um dos melhores exemplos que a Disney e a Pixar podem oferecer ao público.

O filme acompanha a vida de Riley (Kaitlyn Dias), uma jovem de 11 anos que, juntamente com os seus pais, interpretados por Diane Lane Kyle MacLachlan, muda-se do seu lar em Minnesotta para São Francisco. No entanto, o filme acompanha esta jornada não pelos olhos de Riley, mas pelas suas cinco emoções-base: Alegria (Amy Poehler), Tristeza (Phyllis Smith), Medo (Bill Hader), Nojo (Mindy Kalling) e Raiva (Lewis Black).

Inside Out Crítica de CinemaA mente é uma das ferramentas do ser humano mais misteriosas de sempre. A cada dia que passa, profissionais ligados ao estudo da mente desvendam novas verdades e desvendam velhos mitos. No entanto, mesmo nos dias de hoje, a mente humana continua a ser exaustivamente investigada em busca de novas respostas sobre alguns desses mistérios, seja sobre o subconsciente ou sobre a fonte dos nossos sonhos.

Inside Out é, para todos os efeitos e circunstâncias, um filme animado que consegue entreter; no entanto, vai mais além e oferece algumas das suas interpretações sobre os mistérios da mente. Embora tenhamos algumas porções do filme que passam no mundo humano e acompanhamos Riley, que se vai mostrando cada vez mais revoltada com esta mudança repentina, o mundo da mente ganha uma nova vida. E nem é pelo imaginário dos produtores do filme, mas como oferece um espaço único e raramente visto em outros filmes que abordam esta temática. O conceito de as nossas memórias-chave servirem de fundações para a nossa personalidade (que tomam a forma de “ilhas”) e de cada fundação servir como porta de entrada para alguns dos conceitos ligados à psicologia… Os mais novos ficarão delirados com as cores vibrantes e mundos repletos de imaginação; mas, mesmo ao estilo da Disney/PixarInside Out oferece algo para os adultos poderem apreciar e pensar, longos minutos após os créditos finais terem passado.

Inside Out Crítica de Cinema

A narrativa do filme – que partiu de uma ideia dos realizadores Pete DocterRonnie Del Carmen – pode ser um tanto ou quanto básica, mas Inside Out encontra uma maneira de transformar uma história já familiar de uma criança que foge de casa numa história comovente. Aqui não existem heróis nem vilões, mas sim uma criança que tenta lidar com esta sua nova fase da sua vida e não está a conseguir. E o facto de esta história desenrolar na perspetiva de cinco emoções principais concede uma visão raramente vista na história do cinema. E felizmente, independentemente do seu tempo de antena, os atores que os interpretam estão mais do que altura do desafio, seja pela energia contagiante de Amy Poehler como Alegria, os tons monofónicos e efeitos hilariantes de Phyllis Smith como Tristeza, ou o nervosismo natural de Bill Hader como Medo, Mindy Kalling a aproveitar o seu pouco tempo de antena para mostrar uma Nojo hilariante e, claro está, Lewis Black rouba as atenções de todos com a sua Raiva sempre à beira de uma explosão (com efeitos bastantes engraçados).

Portanto, Inside Out revela-se como um daqueles filmes obrigatórios para se ver, pelo menos, uma vez na vida inteira. Não apenas pelas cores vibrantes e mundos que mostram o imaginário dos seus maestros, mas também por uma história surpreendentemente adulta ao ponto de agradar tanto aos mais novos como a adultos. No entanto, se pensarem em ver o filme em serão de familiar, fica aqui uma dica pessoal: preparem lenços. Bastantes lenços.

Nome: Divertida-Mente
Título Original:
 Inside Out
Realização: Pete DocterRonnie Del Carmen
Elenco: Amy PoehlerPhyllis SmithBill HaderLewis BlackMindy KalingRichard KindKaitlyn DiasDiane LaneKyle MacLachlan
Duração: 
95 minutos

Trailer | Inside Out

Comments