Frame by Frame Marvel's The Gifted TV

The Gifted – 2×11 – meMento

PODE CONTER SPOILERS DE THE GIFTED!!!

Aos poucos e poucos, The Gifted começa a recuperar aquele toque característico que marcou a sua primeira temporada, ao mesmo tempo que nos oferece alguns twists impressionantes ao longo do trajeto.

Lauren (Natalie Alyn Lind) continua a investigar o passado dos gémeos von Strucker, o que deixa Reed (Stephen Moyer) bastante preocupado. Lorna (Emma Dumont) começa a ter sérias dúvidas sobre as intenções de Reeva (Grace Byers), o que a leva a procurar ajuda de uma fonte surpreendente. Entretanto, Jace (Coby Bell) recebe ordens de Benedict Ryan (Peter Gallagher) que deixam o ex-agente dos Sentinel Services bastante afetado.

The Gifted 2x11

O drama dos Struckers raramente funciona de forma francamente perfeita em The Gifted (e sim, temos algumas instâncias em que este drama familiar é apenas mais um detrimento para a série no geral). No entanto, este pode muito bem ser o caso de uma revitalização desta dinâmica. Sempre conhecemos Reed como o “homem da casa”, aquele que tem sempre razão. No entanto, este seu domínio tem sido posto em causa graças às mulheres Strucker.

Por um lado, vermos Cait (Amy Acker) a abraçar um lado mais negro pode parecer um pouco fora do comum para os fãs, mas consegue alterar a velha dinâmica de forma significativa. Por outro, vermos Lauren a investigar os seus antepassados revela-se aqui como uma faca de dois gumes.

Se o aumento dos seus poderes pode significar que a jovem pode vir a ser um “trunfo na manga” para a Mutant Underground, o seu lado mais violento pode pintar a jovem com uma outra dimensão, tornando-a mais parecida com Andy (Percy Hynes White) do que estávamos à espera. Não só em termos de vermos um novo set de poderes mais perigosos, mas também pela sua postura, pela sombra da violência na sua voz. Será que o casal está em vias de perder mais um dos seus filhos? Tudo parece indicar que sim, mas ainda é cedo para tirarmos conclusões precipitadas.

The Gifted 2x11

Um dos grandes problemas que algumas séries possuem é este simples facto: por vezes ignoram eventos anteriores em favor da ação atual. É bom ver The Gifted dar a volta a este problema, especialmente no que toca à situação de Lorna. Fica mais do que patente que os eventos do episódio anterior afetaram-na mais do que a mesma gostaria de admitir. E isso fica à vista de todos quando a mutante começa a suspeitar das intenções de Reeva, o que a leva a pedir ajuda a Marcos (Sean Teale), mesmo tendo em conta o estado degradado da relação. E é deste segmento partilhado que sai um dos momentos doces da temporada: o momento em que Lorna reconcilia-se com Marcos. Francamente, era uma questão de tempo até os dois encontrarem aquele meio-termo em que podem resolver os assuntos pendentes sem terem de mostrar as garras. A série raramente mostra Lorna – uma forte figura feminina – a mostrar um lado mais emocional, e Emma Dumont manteve-se credível nas cenas mais dramáticas.

Jace tornou a ser um poço de surpresas neste episódio. Já nos tínhamos habituado a vermos o vilão a mostrar um lado mais odioso ao longo da série em geral, especialmente no momento em que este se junta aos Purifiers. Mas há sempre aquele momento em que os nossos valores são testados quando a missão está em prioridade. Embora tenhamos visto o personagem a ter uma reação já previsível, é no rescaldo que vemos o verdadeiro impacto das suas ações.

É claro que o episódio deixou algumas surpresas para os fãs da série, deste um twist final que, sinceramente, não estava nada à espera até à promessa de um ponto de viragem para a série. Só resta ver se que a série terá atenção a estes eventos no próximo episódio.

Podem conferir o Frame By Frame anterior de The Gifted aqui.

0 72 100 1
72%
Average Rating

Aos poucos e poucos, The Gifted vai recuperando as forças de outrora. e meMento é um bom exemplo dessa recuperação.

  • 72%

Comments