Frame by Frame Legends of Tomorrow TV

Legends of Tomorrow – 4×07 – Hell No, Dolly!

PODE CONTER SPOILERS DE LEGENDS OF TOMORROW!!!

Nunca vos aconteceu estarem a ver um episódio de uma série e terem uma certa expectativa, para depois terem outra coisa completamente diferente? Pois bem, foi exatamente isso que aconteceu com Legends of Tomorrow esta semana!

Sara (Caity Lotz) tenta unir Ava (Jes Macallan) e Rory (Dominic Purcell), ao mesmo tempo que caçam um novo Fugitivo em Nova Orleães no século XIX. Esta viagem traz alguns demónios pessoais de Constantine (Matt Ryan), que abre sobre alguns detalhes sobre o seu passado. Ao mesmo tempo, Mona (Ramona Young) desenvolve um romance “proibido”, mas acaba também por dar de caras com uma conspiração.

Legends of Tomorrow 4x07

Ultimamente, Legends of Tomorrow tem ganho o seu pão através das “paródias” a géneros cinematográficos. E esta temporada, marcada por uma maior ênfase no lado mais místico, tem-se focado mais no género do terror. Este Hell No, Dolly! não é exceção a essa regra, dando o toque das Lendas à saga Child’s Play, complementado com bonecos com tendências homicidas. Mas é claro que a série não iria desperdiçar esta oportunidade de mostrar o seu lado mais self-aware, e vimos isso nas várias trupes do cinema de terror a serem mencionadas vezes sem fim. A própria ameaça – um espírito irredimível que viaja de objeto em objeto – não é propriamente aterrorizante, mas cai na onda humorística da série.

Legends of Tomorrow 4x07

De forma bastante interessante, Legends of Tomorrow não foi apenas humor, já que contou com uma forte componente dramática. E no seu centro, está John Constantine. Mesmo na sua série a solo, o personagem não é conhecido por se abrir bastante e partilhar as suas mágoas. Este episódio serviu de mudança nessa tendência, com John a partilhar que, outrora, ele encontrou o amor incondicional que há tanto procurava e que o perdeu por causa dos seus erros do passado. Já nos habituámos a ver Matt Ryan a mostrar o lado mais arrogante do personagem na série, mas aqui ele abre-se às vulnerabilidades e mostra um lado mais humano.

O que torna o seu trajeto no episódio igualmente trágico. Ainda que possamos discordar dos seus motivos egoístas, ao ponto de arriscar uma catástrofe a nível universal, não podíamos deixar de simpatizar com a missão. Quantos de nós não estaríamos dispostos a arriscar a segurança do mundo para salvar uma única pessoa, a pessoa que nos mais importa?

Infelizmente, este episódio de Legends of Tomorrow não é perfeito em todas as áreas. Por exemplos, as sequências de Mona e do “confronto” entre Ava e Rory foram completamente desnecessárias e desprovidas de qualquer tipo de humor ou drama que nos ajudasse a ligar com as personagens. Ou seja, foram simplesmente supérfluas (tirando, em parte, o segmento de Mona, que nos mostra um pouco sobre o que se trata do misterioso Hades Project falado há semanas atrás).

Podem ler o nosso Frame By Frame anterior de Legends of Tomorrow aqui.

0 66 100 1

66%
Average Rating

Embora não seja o tipo de episódio que estávamos à espera, Legends of Tomorrow teve boas doses de humor e drama para agradar tanto a gregos como a troianos.

  • 66%

Comments