Frame by Frame Vikings

Vikings – 5×11 – The Revelation

vikings 5x11

Contém Spoilers. 

Retomamos onde começamos. Vikings está de volta para dar continuação à página em branco que deixaram em suspenso durante estes meses de espera.

Depois da batalha sangrenta entre Ivar “The Boneless” (Alex Hogh Andersen), que com a ajuda de Rollo (Clive Standen), venceu as tropas de Lagertha (Katheryn Winnick), Bjorn (Alexander Ludwig) e Ubbe (Jordan Patrick Smith), regressamos a Kattegat. Dias seguintes da batalha entre irmãos, deparamo-nos com várias situações distintas:

A grande revelação foi, de facto, Rollo que deu o ar da sua graça neste encontro com Ivar, Hvitserk (Marco Ilso) e Harald (Peter Franzén), mas também com a sua velha família, Lagertha e Bjorn Ironside.

Já todos sabemos a velha história de amor não correspondido entre Rollo e Lagertha. Mesmo depois de lhes oferecer proteção no reino de Normandia, Rollo confessa que não ama apenas Lagertha mas também Bjorn, o seu filho. (E esta? Vá, sejam sinceros, já desconfiávamos).

Nem assim Rollo consegue conquistar o coração de Bjorn e Lagertha. A união deste com Ivar não parece ser algo que a família Lothbrok esteja disposta a perdoar. De facto, Bjorn faz questão de reforçar isso mesmo numa tentativa de (ainda que eu acho que seja forçada) matar Rollo a sangue frio. “This is the last time we’ll meet”, será mesmo assim Rollo? Não acredito que seja a ultima vez que o “velho”… sim, velho mesmo (porque de repente, todos aparentam sinais de velhice, não nos perguntem porquê) …. Que o velho viking regressa a à história, com um papel crucial para o desenrolar desta temporada.

vikings - 5x11-min

 

Não dá para perceber, ainda, as suas intenções e qual o lado que Rollo realmente decidiu escolher. Depois da ajuda prestada pelos seus soldados na batalha, Rollo propôs um contrato arrojado a Ivar, em troca de informações sobre a localização de Lagertha e Bjorn. Isso deixa dúvidas. Quando Ivar chega ao local, Lagertha e os restantes desapareceram, rumo a Inglaterra, por mão do Bishop Heahmund (Jonathan Rhys Meyers).

Confesso que Heahmund não me desperta qualquer interesse. Aliás as suas tentativas forçadas de bad ass no início da temporada e agora que é life partner de Lagertha, ainda veio a interessar menos. Cheio de mentiras, por dizer que renunciou a outras mulheres antes de Lagertha aparecer (todos sabemos que isso é mentira), propõe refúgio para a sua família em Inglaterra, governada por Alfred. Um jovem rei que se está preparar para possíveis invasões nórdicas e por isso, recebe a família de Lagertha com uma coletânea de soldados bem “animados” depois de uma tentativa de invasão por parte dos nossos amigos barbudos. Contudo, apesar de reforçar as defesas de Wessex, Alfred está a revolucionar os princípios Cristãos quando exige que a Igreja partilhe os seus conhecimentos e eduque o povo nórdico. Na verdade, foi um facto histórico e verídico que a produção decidiu manter, e que eu considero essencial para o decorrer da história.

Contudo, quando a família de Lagertha chega a Inglaterra rapidamente são enjaulados e feitos prisioneiros do irmão de Alfred (Ferdia Walsh Peelo). Portanto, não sabemos ainda qual atitude é que Bishop Heahmund irá tomar agora que se vê em território “amigável.

Ivar aparece pouco neste episódio. Continua com o temperamento explosivo que o caracteriza e, que por sinal, parece ter encontrado uma companheira quando se envolve numa conversa “interessante” com uma escrava que ele libertou no início da temporada. Ainda assim, Ivar permanece o mesmo. O seu papel no decorrer da história não muda e o sentimento de vingança continua a estar muito presente, mais agora que tomou o trono de Kattegat para si.

vikings - 5x11

Mudando de cenário, Floky (Gustav Skarsgârd) continua o messias da terra prometida dos Deuses. Floky mete a sua vida nas mãos destes “colonos” (chamemos-lhe assim) para o bem-estar da comunidade Graças aos Deuses, os restantes votam contra, ainda que se levante um certo sentimento de revolta, que rapidamente cairá sobre Floky. Não acontece muito mais na Islândia, um ponto favorável ao episódio porque de facto, tem-se tornado um pouco aborrecido este cenário de Floky e os seus “discípulos”.

Confesso que esperava um episódio monótono. Aliás, o início da temporada ficou marcada por episódios monótonos. Ainda assim, gostei do reaparecimento de Rollo e a forma agridoce de como este implorou a Bjorn que o matasse.

Uma pequena nota que aqui deixo para a vossa reflexão: Será a relação de Lagertha e Heahmund um reflexo da antiga relação de Ragnar e Athelstan (cristão / pagão)? Fica ao vosso critério, mas acho que poderá ser um ponto interessante de voltarmos atrás no tempo e recordarmos o que foi outrora Vikings.

Estão claras grandes mudanças épicas, que levantam duvidas sobre uma história de ouro que já foi antes de Ragnar Lothbrok (Travis Fimmel)… então, o que é que aconteceu? A produção e o argumento em si deixam páginas em branco, que nem sempre combinam com o universo de Vikings. Surgem como se forçadas a responder a algo, e isso pode nem sempre ser bom e ficar aquém das expetativas dos fãs.

Ainda assim, vamos dar mais uma oportunidade e esperar para ver se Vikings regressam ao que eram.

Podem ler o  Frame By Frame anterior, aqui.

0 60 100 1
60%
Average Rating

Vikings está de volta para dar rumo ao destino dos irmãos Lothbrok. Será que podemos esperar mais sangue neste confronto que marca uma história deixada por Ragnar Lothbrok?

  • 60%

 

Comments