Cinema Críticas

Crítica: The Girl with the Dragon Tattoo (2011)

Em 2011 era lançado o remake do primeiro filme baseado na trilogia de livros Millenium de Stieg Larsson, que nos trouxe uma visão mais americanizada e hollywoodiana da história mas, sem estraga-la como já ocorreu em outros casos em que hollywood fez sua versão de filmes europeus.

O longa conta história do jornalista Mikael Blomkvist(Daniel Craig) -que está em crise moral, financeira e profissional e, vê uma oportunidade  de mudar sua vida, quando é convidado para investigar um antigo mistério da família do magnata Henrik Vanger (Christopher Plummer). E da hacker  Lisbeth Salander (Rooney Mara) que teve uma vida conturbada e que , com um acidente recente de seu tutor que o deixa vegetativo, tenta ter o controle de um dinheiro que o estado julga que ela seja incapaz de gerenciar e que, acaba tento seu caminho cruzado com o do jornalista anteriormente citado.

O filme é um thriller de mistério que consegue com qualidade nos trazer uma história envolvente, atuações maravilhosas -com destaque para Rooney Mara que deu vida brilhantemente a complexa personagem Lisbeth Salander, que além das mudanças físicas a que se submeteu ainda consegue entrar na psique da personagem de forma vívida, principalmente em algumas cenas chocantes e bem gráficas vividas pela mesma- além de um plot muito bem executado

A fotografia não fica pra trás, e consegue deixar a trama tão imersiva como deveria ser, reforça o ar de mistério e suspense que a história passa, sem precisar recorrer a  exagero nenhum.

Apesar de todas as qualidades, o longa, se comparado com seu original, peca um pouco na objetividade em alguns pontos da historia, o que não estraga a experiência nem a qualidade da película, mas acaba deixando nesses pontos o ritmo um pouco mais lento do que o necessário.

Titulo Original: The Girl with the Dragon Tattoo

Titulo: Millenium: Os Homens que não Amavam as Mulheres

Direção: David Fincher

Elenco:  Daniel Craig, Rooney Mara, Christopher Plummer, Stellan Skarsgård

Duração: 2h 38min

Comments