Mini-Reviews TV TV

9-1-1 – Midseason Finale – 2ª Temporada

911 midseason finale

PODE CONTER SPOILERS DE 9-1-1!

Depois do sucesso que foi a primeira temporada, 9-1-1 não baixou os braços e regressou em grande neste novo ano e, ao que parece, mais ousada e destemida. Se o primeiro episódio serve para nos mostrar como estão os personagens atualmente, depressa entramos a fundo nas vidas complicadas deles, assim como nos casos de emergência mais surpreendentes e diferentes que temos visto no últimos anos.

Athena (Angela Bassett) e Bobby (Peter Krause) parecem manter uma relação às escondidas, o que torna as coisas divertidas e empolgantes; Buck (Oliver Stark) continua na esperança de voltar a ter Abby na sua vida, sendo um homem completamente novo; Chimney (Kenneth Choi) começa a ter mais destaque, enquanto tenta ter uma posição mais firme perante a sua vida; Hen (Aisha Hinds) mantém a sua postura calma e forte, mesmo que as coisas estejam prestes a dar uma reviravolta para si. Tudo parece estar sereno na vida dos nossos protagonistas, mas obviamente que não será bem assim.

911 midseason finale

O MELHOR

É possivel que a série tenha tido um maior apoio a nível de orçamento pela FOX, visto que não só os efeitos, como os acontecimentos melhoraram a olhos vistos. Não que anteriormente fossem maus, mas é notória a diferença. Podemos falar dos primeiros episódios com o terramoto? Incríveis! Foi uma montanha russa de emoções, sempre com tensão no ar, algumas reviravoltas e dramas que a série já nos habituou, mas com uma qualidade que não vemos todos os dias neste género.

Também a adição ao elenco principal de Jennifer Love Hewitt e Ryan Guzman foram uma mais valia, não só pelo carisma de ambos, mas também pelas histórias que as suas personagens carregam. Quem é que não tinha saudades de ver Love Hewitt a emocionar-nos, ainda por cima falando sobre algo tão importante como a violência doméstica? E Guzman que também conhecemos de alguns projetos anteriores, que como pai solteiro, é das coisas mais amorosas que vamos ver nos próximos tempos? Integraram-se bem no meio do resto do elenco e parece que já lá estavam desde o começo.

9-1-1 continua a ser arrojada nos casos que nos apresentam, semana após semana. Do mais louco ao mais emocionante; do mais triste ao mais inesperado. Certas coisas parecem-nos tão irreais, mas o certo é que já aconteceram, visto serem todas inspiradas em casos verídicos, o que nos deixa a pensar, ao mesmo tempo que nos diverte e nos mantém agarrados ao ecrã. Confesso que esta temporada as coisas estão ainda mais emotivas e já vi a lágrima no canto do ecrã diversas vezes, enquanto assistia a série.

Sabem exatamente como chegar ao nosso coração. Não só pelas narrativas que o nosso grupo lida individualmente, como também a forma como nos conseguem cativar com as mais variadas pessoas que vão surgindo, fazendo-nos interessar pelas suas vidas. A realização é inteligente e sabe captar a nossa atenção.

911 midseason finale

O PIOR

Não tenho muito a dizer neste campo. 9-1-1 entretém e arrisca. Ainda que muitas vezes as coisas sejam previsiveis, consegue surpreender no fim de contas. Não é uma série original, a maioria das coisas flui da mesma forma que outras histórias do género, mas nem isso é mau, porque há toda uma nova forma de contar as coisas aqui, que difere do que já foi feito. Não viesse da mente do genial Ryan Murphy!

Neste último episódio de Natal, as coisas parece que deram uma grande volta. Bobby pediu Athena em casamento, Eddie está de novo com a ex-mulher, enquanto que Maddie e Chim podem ter de enfrentar o ex violento dela (curiosamente interpretado pelo marido de Jennifer na vida real, Brian Hallisay), que está de volta. Parece que vêm aí muitas supresas e não poderia estar mais entusiasmado com isso. Vemo-nos em Março, malta!

Leiam a Mini-Reviews anterior aqui. 

0 86 100 1
86%
Average Rating

9-1-1 entretém e arrisca. Ainda que muitas vezes as coisas sejam previsiveis, consegue surpreender no fim de contas.

  • 86%

Comments