Frame by Frame The Flash TV

The Flash – 5×07 – O Come, All Ye Thankful

The Flash 5x07

PODE CONTER SPOILERS DE THE FLASH!!!

O Dia de Ação de Graças pode já ter tomado lugar na semana passada, mas isso não impede que The Flash tenha direito ao seu próprio episódio temático.

Nesta semana, a Team Flash está pronta para celebrar mais um Dia de Ação de Graças em família. No entanto, os seus planos para o feriado ficam em segundo plano quando Central City sofre várias alterações climáticas bastantes familiares. Ao mesmo tempo, exploramos o passado recente de Orlin Dwyer (Chris Klein), muito antes de se transformer em Cicada.

The Flash 5x07

As relações entre pais e filhos foi o tema dominante deste episódio de The Flash, e tivemos várias perspetivas dessas mesmas relações. Uma delas – e a mais central do episódio em si – foi a relação entre Barry (Grant Gustin) e Nora (Jessica Parker Kennedy). Os primeiros episódios mostraram uma proximidade carinhosa entre os dois velocistas da série. No entanto, este episódio foi diferente, com Nora a “condenar” os atos heróicos de Barry e que colocam a sua vida em risco semana após semana. Mas não pensem que é um mero ato infantil; Nora revela uns pontos bem assentes sobre os seus medos e inseguranças de forma bem patente. Semana após semana, Jessica Parker Kennedy vai convencendo-nos da tridimensionalidade da sua personagem. E este episódio serviu de mais uma prova da sua personalidade: por cada momento de otimismo e maravilha no olhar, existe um lado sombrio que a atormenta. Uma tarefa difícil para Barry lidar, especialmente no que toca a justificar as razões para vestir o seu fato vermelho e arriscar a sua vida.

The Flash 5x07

Do outro lado do tempo, os flashbacks de The Flash tiveram o seu regresso, desta vez elucidando sobre o passado de Orlin Dwyer antes de se tornar no serial killer conhecido por Cicada. Este segmento narrativo mostrou o lado mais trágico do personagem: um zé-ninguém que vê o seu mundo ao contrário no momento em que a sua sobrinha, Grace (Islie Hirvonen), entra na sua vida sem qualquer preparação. Embora saibamos como as coisas terminam para ambos, o trajeto até lá não deixa de estar pautado por um lado agridoce, revelando um homem com uma nova vida para depois ser transformada devido às trágicas circunstâncias da vida.

Infelizmente, existe uma terceira relação patente no episódio que é mal aproveitado: a relação entre Mark Mardon/Weather Wizard (Liam McIntyre) e a sua filha, Joss (Reina Hardesty). Não só não vemos imensas interações entre os dois Mardon ao longo do episódio, mas também não impressionam como vilões. Mark Mardon continua igual a si mesmo, mas não tem direito ao tempo de antena que Joss ganha. E mesmo esse tempo não mostra um lado impressionante na personagem, tornando-a em mais outra ameaça semanal para a Team Flash lidar e esquecer no episódio a seguir.

E mais uma vez, The Flash teima em aproveitar mal as suas personagens secundárias. Ainda que Iris (Candice Patton) tente o seu melhor como a âncora emocional dos West-Allen (e desempenhar as suas funções como líder da equipa), Caitlin (Danielle Panabaker), Cisco (Carlos Valdes) e Sherloque (Tom Cavanagh) fizeram pouco mais do que perguntar-se sobre o verdadeiro significado do Dia de Ação de Graças. Este segmento em particular não teve o nível de humor que esperava e somente puseram-nos sem nada para acrescentar. Tirando, talvez, um método “fresco” para trazer Killer Frost com maior frequência.

Podem ler o nosso Frame By Frame de The Flash aqui.

0 72 100 1
72%
Average Rating

Apesar dos defeitos do costume, as relação entre pais e filhos esteve em alta no episódio desta semana de The Flash, o que consegue salvá-lo minimamente da mediocridade.

  • 72%

Comments