Frame by Frame Supergirl TV

Supergirl – 4×06 – Call to Action

PODE CONTER SPOILERS DE SUPERGIRL!!!

Mas o que é que as séries de super-heróis têm contra os feriados nacionais? Parece que nem mesmo nestes dias de reflexão, de passar um serão em família e de amigos próximos, conseguem ficar imunes às ameaças externas. Pois foi exatamente isso que aconteceu no episódio desta semana de Supergirl!

Pois é, o feriado está mesmo à porta, mas isso não significa que haja muito descanso, especialmente com os Children of Liberty à solta e dispostos a soltarem o caos. Com esta ameaça em aberto, Kara (Melissa Benoist) e companhia tentam combater esta frente com outros métodos; a tensão entre Lena (Katie McGrath) e James (Mehcad Brooks) chega ao seu ponto de rutura; entretanto, Manchester (David Ajala) continua a enveredar por um trajeto cada vez mais negro.

Supergirl 4x06

Não é segredo nenhum que esta temporada de Supergirl está a passar por uns maus bocados. Infelizmente, este episódio não faz muito para colmatar esses defeitos. E tenho uns defeitos a apontar ao casal do momento: James e Lena. Torna-se irónico que, após tantos dissabores, é precisamente sobre a vontade de James de combater esta ameaça a partir de dentro que coloca a relação de ambos em linhas cada vez mais frágeis. Após episódios em que os dois exibem uma clara química e que conseguem dar um propósito a duas personagens que já viram melhores dias, torna-se estranho vermos uma rixa a nascer entre eles assim do nada.

Tanto quanto baste, este deverá ser o catalisador para Lena avançar com as suas experiências através da substância obtida na temporada anterior. Ainda que a personagem tenha as melhores intenções no coração (curar o cancro, of all things!), fica a ideia de que as suas ações irão criar repercussões com o avançar da temporada. E com a recente notícia de Supergirl dar as boas vindas a Lex Luthor, parece que os irmãos irão exibir algumas semelhanças demasiado assustadoras.

Supergirl 4x06Mas nem mesmo o drama pessoal consegue ignorar o “elefante na sala”: os Children of Liberty. E é isso que leva a quase todos os grandes nomes da série tomarem uma atitude concreta em defesa dos direitos dos alienígenas. Seja com Kara enfrentar Ben Lockwood (Sam Witwer), Alex (Chyler Leigh) e Brainy (Jesse Rath) a ignorarem as ordens superiores em nome de um bem maior, ou mesmo Manchester Black a tomar a justiça pelas suas próprias mãos. Houve um pouco de tudo neste episódio no que toca a este hate group em ascensão.

No entanto, embora existam alguns momentos que adoçam o episódio (Supergirl contra um Dragão? Porque não!?), no seu todo não houve aquela âncora emocional que estávamos à espera. E mesmo o próprio ritmo do episódio parece ter sido demasiado apressado.

Mas nem tudo correu assim tão mal, já que Nia (Nicole Maines) volta a ter relevância na série, desta vez referente ao seu problema de sono. Uma dica sobre a sua personagem nas bandas desenhadas, mas que volta a dar o destaque a uma personagem que começou de forma promissora, mas que cada vez mais foi perdendo relevância.

Podem ler o nosso Frame By Frame anterior de Supergirl aqui.

0 62 100 1
62%
Average Rating

Mais uma vez, Supergirl volta a cumprir com os requisitos mínimos que definem um bom episódio, ainda que tenha alguns momentos interessantes.

  • 62%

Comments