Frame by Frame Legends of Tomorrow TV

Legends of Tomorrow – 4×05 – Tagumo Attacks!!!

PODE CONTER SPOILERS DE LEGENDS OF TOMORROW!!!

Japão. Terra das pétalas de pessegueiro, samuraisanimésmangás e tecnologias inovadoras. E também o palco destrutível para imensos filmes de kaijus (sabem, aqueles monstros gigantes como Godzilla). Como é que só agora é que Legends of Tomorrow abordou este espaço fértil de histórias para contar!?

Nesta semana, as Lendas viajam até Tóquio, no ano 1951, para investigar outro Fugitivo… e este não era nada mais, nada menos do que um polvo gigante! Entretanto, Nate (Nick Zano) e Ava (Jes Macallan) tentam sobreviver ao Dia de Ação de Graças dos Heywood. E Ray (Brandon Routh), numa tentativa final de tentar salvar Constantine (Matt Ryan) de uma morte certa, tenta procurar uma solução… que toma a forma de Nora Darhk (Courtney Ford)!

Legends of Tomorrow 4x05

Por mais qualidades que a série possa ter quando comparada com as suas “irmãs” (por exemplo, esta possui uma clara veia humorística e mais tresloucada que as restantes, visto que continuam a apostar numa vertente cada vez mais séria). Nenhum episódio se consegue safar quando tem muito para contar em tão pouco tempo. E esse é o grande defeito deste episódio: existe tanta coisa por contar que não consegue dar imensa importância aos eventos retratados. E a forma como saltita de uma fórmula anormalmente energética torna este episódio de Legends of Tomorrow difícil de acompanhar.

Mas não quer dizer que não hajam elementos espalhados que não funcionem. E a saga de Tagumo é um bom exemplo disso. Quando tudo indicava que estaríamos perante outro episódio a obedecer à fórmula do “monstro da semana”, eis que um twist bem colocado acaba por dar um novo contexto ao mesmo.

De mencionar que, quando Legends of Tomorrow quer, consegue ser bastante profunda. E vimos essa parte na narrativa principal, especialmente na forma como a arte consegue ser terapêutica. É impossível não ficarmos indiferentes com a mensagem transmitida ou como é transmitida. Só adianto que este episódio usufruiu de Mick (Dominic Purcell), não nos seus grunhidos ou atitudes, mas na sua própria veia artística (quem diria que ele tinha bastante jeito para a literatura? Oh waitjá sabíamos por Here I Go Again!). E a forma como esta foi incorporada no episódio (inclusive aquela dica, a menos que não saibam quem era Ishiro Honda na vida real) teve aquele toque característico da série!

Legends of Tomorrow 4x05

Outro elemento do episódio que não estava à espera que funcionasse bem foi o arco de Nora. A personagem pode não ter sido bem recebida na temporada anterior, mas no final da temporada deixou uma dica de uma possível história de redenção (e nós adoramos histórias de redenção, quando bem feitas, claro!). E Nora não foi exceção, com o episódio a deixar bem claro que a personagem está a tentar dar a volta por cima após as atrocidades da temporada anterior. Também ajuda quando FordRouth possuem uma química mais do que aparente (o facto de ambos serem casados na vida real é uma ajuda), e isso está à vista nas suas interações, até ao momento final.

Infelizmente, são as cenas de Nate e da Time Bureau que deixam o episódio a perder. Sim, a premissa de um Dia de Ação de Graças caótico até tinha a sua ternura. No entanto, com dois enredos já poderosos em termos emocionais, seria de esperar que este fosse o mais fraco. E como já se estava à espera, este enredo serviu pouco mais do que para comédia. Salvo, claro, pela dica do verdadeiro Big Bad da temporada. Vamos ver que mais mistérios sobrenaturais a série nos está a guardar.

Podem ler o nosso Frame By Frame anterior de Legends of Tomorrow aqui.

0 78 100 1
78%
Average Rating

Embora o segmento da Time Bureau tenha ficado aquém do esperado, Legends of Tomorrow foi uma viagem vertiginosa de emoções fortes!

  • 78%

Comments