Frame by Frame Outlander TV

Outlander – 4×03 – The False Bride

CONTÉM SPOILERS DE OUTLANDER!

Depois de uma atribulada passagem por River Run, Jamie e Claire partem em busca de um local idílico para construírem o seu lar. São auxiliados por Mr. Myers até a Woolam’s Creek, mas a sua viagem está longe de ser calma, com Claire a perder-se durante uma tempestade. Em Inverness, no ano de 1970, Roger entrega a sua casa e parte para Boston para se reencontrar com Brianna num festival dedicado à comunidade escocesa nos EUA. O amor entre os dois parece continuar a florescer, mas uma reviravolta repentina coloca as intenções de ambos em cheque.

Outlander 4x03

Outlander continua a primar pela sua componente técnica bela e banda sonora extremamente característica do seu meio. O episódio não é magnífico, nem chega bem a roçar o patamar de qualidade dos anteriores, mas não deixa de ser um que é bonito à sua maneira, entrelaçando os dilemas nas relações, quer dos protagonistas, quer da sua filha Brianna e do seu “mais-que-tudo” Roger. Enquanto que no segmento de Claire e Jamie, a história condensa-se na procura por um local onde possam viver em paz, mas não sem haver algum obstáculo pelo caminho, a de Roger e de Brianna testa a força do seu romance.

Há, claro, um ligeiro avanço narrativo, mas Outlander também necessita de ser valorizada pela jornada pessoal que estes magníficos atores (Sam Heughan, Caitriona Balfe, Sophie Skelton e Richard Rankin) fazem ao acompanharem as suas próprias personagens. A dualidade do amor, o contraste com o tumulto da Natureza (veja-se o curto diálogo entre Jamie e Claire e na tempestade que se avizinha), e a procura por uma estabilidade emocional, são temáticas a que os mesmos estão sempre a ser testados.

Outlander 4x03

Apesar deste episódio não ter propriamente muito desenvolvimento de narrativa, é nas personagens e nas suas interações que nos focamos. Certamente muitos eventos estarão para acontecer, e os nossos heróis irão passar por árduas dificuldades, mas vê-los num momento de paz também se torna reconfortante, tornando a história credível e desprovida de exageros argumentativos. É claro que estamos constantemente à espera de sermos surpreendidos, mas muito do “consumo” de televisão passa por isto: haver paciência para contemplarmos a arte de criar uma história episódica, onde, muitas vezes, a ação é substituída pela necessidade de um espaço temporal onde as próprias personagens descansam da sua vida atribulada.

Mesmo não sendo brilhante, The False Bride é um episódio contemplativo e um que, pelo menos, nos dá algum alento à alma de não termos de recear a todo custo pelo que irá acontecer de negativo nas vidas de Claire e Jamie.

Leiam o nosso Frame by Frame anterior de Outlander aqui.

0 72 100 1
72%
Average Rating

Outlander regressa com um episódio calmo e sem grandes desenvolvimentos, ainda que coloque a teste o amor entre os protagonistas e a sua filha. Mesmo não tendo um enredo tão cativante, não deixa de ser um episódio belo por si só.

  • 72%

Comments