Kidding Mini-Reviews TV TV

Kidding – Season Finale – 1ª Temporada

Kidding Season Finale

PODE CONTER SPOILERS DE KIDDING!

Kidding é uma recente aposta da Showtime que parecia promissora logo desde início, , suscitando a curiosidade de todos, maioritariamente devido à participação de Jim Carrey como protagonista na série. Como Kidding é uma série dramática e, portanto, foge ao registo em que estamos habituados a ver o actor, é natural que todos nós tenhamos ficado ansiosos por ver o resultado. Eu fui uma dessas pessoas e, ao fim de ver uma temporada inteira, posso dizer que ver Kidding é quase comparável a devorarmos um delicioso Ovo Kinder em que a surpresa central é o desempenho de Jim Carrey.

Kidding apresenta-nos a vida de Jeff, um homem bondoso e gentil que é também um ícone da televisão infantil. A sua vida sofre um enorme abalo a partir do momento em que um dos seus filhos morre e a partir daí, segue-se uma série de acontecimentos dramáticos que levam Jeff a um estado de desespero, sem saber como lidar com o que lhe está a acontecer.

Kidding Season Finale

O MELHOR

No geral, a série é muito boa, todos os seus aspectos, a história, as personagens, as temáticas, mas o destaque central tem mesmo de ir para o desempenho de Jim Carrey. Há poucas coisas que eu goste mais do que ver actores a saírem da sua zona de conforto, particularmente quando se tratam de actores de comédia a aceitarem desafios em séries ou filmes dramáticos, porque quase sempre superam as expectativas. Para quem cresceu nos anos 90 ou 00 como eu, Jim Carrey está fortemente associado com a comédia, era aos seus filmes que recorríamos quando queríamos passar 1h e tal a rir à gargalhada. Entretanto participou em Eternal Sunshine Of The Spotless Mind e logo aí mostrou que também consegue ser um bom actor dramático, mas aqui supera-se. Atrevo-me mesmo a dizer que é o melhor papel que já desempenhou e que merecia ganhar bastantes prémios à custa dele. Para desempenhar um papel como o de Jeff Piccirillo ”Pickles” é preciso um actor que o encarne com convicção, que lhe dê credibilidade e Carrey está mais que à altura do desafio.

Kidding Season Finale

Aprecio imenso a forma como todas as personagens estão muito bem construídas. Não foi dado enfoque apenas ao protagonista, todas as personagens ganharam a sua própria história e a sua própria luta interior.

A banda sonora é dos aspectos mais interessantes da série. Consiste maioritariamente nas músicas cantadas por Jeff Pickles no seu programa infantil, portanto são músicas que, à primeira vista, parecem ser direccionadas só para crianças, mas cada letra tem também uma lição a ensinar aos adultos. Além disso, as músicas são uma enorme ajuda no que toca a expressar sentimentos das personagens, ou a descrever determinadas situações. É uma série com muitos detalhes e todos são muito originais.

O PIOR 

É aqui que encontro dificuldade em escrever esta crítica, pois ao fim de muito pensar concluo que não há nada que possa acrescentar a esta secção. Tudo parece estar no devido sítio, não cai no exagero, cada episódio deixa-nos a pensar o que será que vai acontecer no seguinte. Não há nada a apontar, pelo menos nesta primeira temporada, veremos se assim continua na próxima.

A série é, na minha opinião, uma das melhores estreias do ano. Não se deixa cair no normal, no mainstream, não tem vergonha de tocar em assuntos tabu e, ao mesmo tempo, consegue tocar-nos no coração, especialmente no que toca à bondade de Jeff, à sua maneira de ver o mundo, quase semelhante a uma criança e portanto, apesar de ser uma série que devoramos com facilidade, faz-nos sentir uma revolta tão grande quando presenciamos as injustiças enormes pelas quais Jeff Pickles passa. Uma alma tão especial no meio de um mundo que não o poupa às suas desgraças e por isso damos por nós a querer ver se esta onda gigante de má sorte algum dia vai acabar na sua vida e se vai ter a existência pacífica que merece. Será que vai acontecer? Não percam a próxima temporada, porque nós também não.

Kidding Season Finale

Estado da série: RENOVADA

0 96 100 1

96%
Average Rating

Kidding é, na minha opinião, uma das melhores estreias do ano. Não se deixa cair no normal, no mainstream, não tem vergonha de tocar em assuntos tabu e, ao mesmo tempo, consegue tocar-nos no coração

  • 96%

 

Comments