Frame by Frame The Gifted TV

The Gifted – 2×06 – iMprint

PODE CONTER SPOILERS!

The Gifted é totalmente uma peça rara. Foi uma deliciosa surpresa durante a primeira temporada, deixou-nos desiludidos no seu regresso e, contrariando todas as expectativas, tem vindo a melhorar de episódio para episódio. É bom ver a chama da revolução novamente acesa. É isto que The Gifted é: um símbolo de luta contra a injustiça e a discriminação, um ícone da batalha pelos direitos humanos.

O destaque deste episódio foi o passado das irmãs Frost (Skyler Samuels) e não podíamos ter ficado mais felizes. O lado vulnerável do trio mais implacável da série partiu-nos o coração e ajudou-nos a compreender as suas atitudes e lutas. A prestação de Samuels é cada vez melhores e é impossível ficar indiferente às suas personagens.

Também Emma Dumont trás de volta a Lorna que todos conhecemos e amamos. É bom ver a nossa Polaris a lutar por aquilo que acredita e por aqueles que ama. A verdade é que cada vez é mais dificíl ver o Inner Circle como o vilão. Apesar de Reeva (Grace Byers) não convencer, nem inspirar confiança, o seu objetivo é libertar os mutantes e oferecer-lhes um local seguro onde possam viver em paz. Como é que isso pode ser mau?

Mais uma vez não podemos deixar de apontar o dedo ao Mutante Uderground. Eles tentam e luta e correm, mas estão a ser tão úteis como um guarda-chuva numa tempestade. São mais as batalhas que perdem do que vencem, são mais os mutantes que choram do que os que salvam.

Rebecca (Anjelica Bette Fellini), que foi uma ótima adição à equipa pela forma como trouxe de volta o lado mais soft de Andy (Percy Hynes White), poderá revelar-se uma grande desilusão. O motivo do seu internamento foi finalmente exposto e não agradou. Será mesmo aquela miúda uma potencial seria killer?

Agora é esperar e pedir a uma força maior que The Gifted mantenha o ritmo e nos continue a surpreender no futuro.

Podem ler o nosso Frame By Frame anterior aqui. 

0 67 100 1
67%
Average Rating
  • 67%

Comments