Frame by Frame Sara

Sara – 1×05 – Episódio 5

Sara

Ao quinto episódio de Sara, a personagem que empresta o nome à série continua a pisar terrenos que lhe são desconhecidos e a fazem sentir desconfortável. Quando Sara (Beatriz Batarda) pensa que está perfeitamente integrada no seu novo mundo, há sempre qualquer coisa nova que lhe prova que ela não é dali…

Sara 1×05

O episódio abre com uma nova cena da novela em que Sara está obrigada a beber água. Parece simples. No entanto, o detalhe de ter de mostrar o rótulo é algo que a ofende profundamente, ao ponto de ela simplesmente abandonar a gravação completamente frustrada com a situação.

Mais tarde, Sara tem de fazer uma publicidade na rádio a um produto bancário. Aí há uma clara diferença entre o que ela entende que deve fazer e o que as pessoas da agência querem efetivamente… Uma vez mais, Sara choca com este paradoxo, mas como é uma atriz de topo acaba facilmente por conseguir fazer aquilo para que lhe pagam.

Sara continua a trabalhar arduamente para os novos desafios.
Sara continua a trabalhar arduamente para os novos desafios.

Neste episódio vemos também uma primeira abordagem aquilo que é absolutamente fulcral na novela: o share. As cenas com maior audiência não são as de Sara mas sim as de Francisca Carmo (Leonor Silveira), a sua rival declarada, o que implica que o protagonismo da história pode virar e a personagem pode até ser afastada… Sara não pode deixar isto acontecer. Será interessante ver como isto se desenrola nos próximos episódios.

Ficamos também a saber mais sobre o passado familiar de Sara e da tragédia que a afetou, num momento menos cómico que só veio relembrar o espectador que não estamos a assistir a uma comédia, mas sim a uma série trágico-cómica.

No plano das relações pessoais, Sara decide apostar na aproximação ao galã João Nunes (Nuno Lopes) revelando um lado de si que havia estado escondido até agora e que surpreende o espectador, mas sobretudo surpreende o próprio João…

Conclusão

Sara continua a manter a qualidade inicial em certos momentos. Não seria expectável que conseguisse manter ao longo de todos os momentos dos 8 episódios, mas a verdade é que a série é pautada por momentos de genialidade por parte das personagens e, claro, dos actores que as interpretam. Alguns dos personagens, como Sara e o Life Coach (Bruno Nogueira), são autêntico ouro!

A dicotomia cinema/novela continua a ser uma bandeira e o principal foco da narrativa. Mais que isso, a forma como essa dicotomia é apresentada de forma satirizada, e bem satirizada, é o ponto mais forte da série.

Numa era em que as novelas dominam o horário nobre da nossa televisão, Sara não é só uma série. É também uma visão bem disposta  dos bastidores do género.

0 76 100 1
76%
Average Rating
  • 76%

Comments