Chilling Adventures of Sabrina Mini-Reviews TV TV

Chilling Adventures of Sabrina – Season Finale – 1ª Temporada

Chilling Adventures of Sabrina season finale

CONTÉM SPOILERS DE CHILLING ADVENTURES OF SABRINA

Para quem nasceu entre os anos 90 e o virar do século, certamente deverá estar a par de uma série chamada Sabrina, the Teenage Witch. Esta sitcom, protagonizada por Melissa Joan Hartacompanha uma Sabrina Spellman, uma jovem adolescente que descobre ser uma bruxa, e que teria de aprender a lidar com os seus novos poderes. Apesar de não algo de extraordinário, esta foi uma série que fez a delícia de muitos fãs durante a sua exibição. E esta semana, a bruxinha mais famosa regressou com estes Chilling Adventures of Sabrina. No entanto, esta não é a mesma série que nos lembramos do passado!

Uma adaptação da linha de bandas desenhadas do mesmo nome, esta nova série da Netflix acompanha Sabrina Spellman (Kiernan Shipka), uma meia-humana, meio-bruxa, que vive com as suas tias, Zelda (Miranda Otto) e Hilda (Lucy Davis), e com o seu primo, Ambrose (Chance Perdomo). A caminhos dos seus 16 anos, Sabrina terá de fazer uma escolha impossível: assumir a sua natureza como bruxa para todo o sempre, ou escolher a Humanidade e os laços com os seus amigos de Greendale.

O MELHOR

Chilling Adventures of Sabrina season finale

Esta não é a mesma Sabrina que conhecemos e adoramos. E é por isso que tem o seu maior apelo!

Também não seria de esperar por menos; afinal, esta série é da completa autoria de Roberto Aguirre-Sacasa, que não só serve como criador e showrunner de Riverdale, como também é criador da Archie Comics (uma linha em que Sabrina se insere). Mesmo assim, torna-se impressionante como Chilling Adventures of Sabrina seja algo completamente diferente. Claro que esta série possui alguns elementos que ligam as duas (seja pelo tom mais adulto ou o facto de Riverdale ter sido mencionada, pelo menos, duas vezes), mas não podiam ser tão diferentes, com esta a abordar uma veia mais sobrenatural do que a sua antecessora.

Esta série também é interessante na forma como aborda a bruxaria no seu todo. Custa a acreditar que estes seres mágicos possuam um ponto de vista mais satânico, mas o facto de estarmos perante um mundo novo, repleto de novos costumes, terminologias, estilos de vida, etc., dá uma boa oportunidade para a série de explorar um novo e estranho mundo repleto de potencial para ser explorado a fundo.

Chilling Adventures of Sabrina season finale

A série também não demonstra receio em abordar duras temáticas que fazem ressonância no lado de ecrã. Seja pela demonstração do movimento pró-feminismo, bullying, assédio sexual, censura, entre outras, existe uma mina de ouro para Chilling Adventures of Sabrina para ser considerada como uma série socialmente relevante nos dias que correm.

E ajuda quando o elenco está muito bem escolhido e que demonstra claros sinais. Kiernan Shipka regressa ao pequeno ecrã como a nova Sabrina, e esta consegue deixar-nos impressionados do princípio ao fim da temporada, mesmo quando a série começa a abordar  o lado mais negro da personagem; felizmente, acaba por triunfar nessa área, com este sendo o papel mais forte de Shipka até à data. E o mesmo podemos dizer sobre o elenco secundário, que inclui: uma Zelda mais rígida do que o habituado, mas que vai demonstrando claros sinais de humanidade, um crescimento que Otto consegue transmitir; Hilda, que se revela como a “tia querida” que todos gostaríamos de ter; Ambrose, que se revela como o único Spellman capaz de compreender o conflito de Sabrina; Ros (Jaz Sinclair) e Susie (Lachlan Watson), as melhores amigas de Sabrina que também vão tendo os seus primeiros contactos com o sobrenatural; Harvey Krinkle (Ross Lynch), o namorado de Sabrina e que também possui uma história pessoal trágica; Mary Wardwell (Michelle Gomez), a professora/mentora de Sabrina, que também tem os seus planos maléficos para com ela… A lista continua.

O PIOR

Chilling Adventures of Sabrina season finale

Ainda que Chilling Adventures of Sabrina não seja propriamente um Riverdale 2.0, tal não significa que a série não tenha as suas falhas. Por exemplo, existem alguns problemas técnicos que tornam a série difícil de ver. Literalmente; há momentos em que as câmaras parecem ficar desfocadas assim do nada, ou a opção por uma palete de cores negras não se revela a mais ideal para ver a série à luz do dia.

E ainda que o lado do sobrenatural possua o seu apelo, o mesmo não se aplica para o lado “humano” das coisas, seja pela familiaridade de alguns clichés lá presentes ou de não investirem em enredos mais interessantes.

Ainda assim, e com o Halloween a meros dias, Chilling Adventures of Sabrina revela-se como um sólido guilty pleasure para acompanhar, seja em doses moderadas ou na modalidade de binge-watching. E considerando que a série já tem uma segunda temporada garantida, existe uma fé de que esta série possa ser mais uma mina de ouro para a Netflix.

Estado da série: RENOVADA

0 79 100 1
79%
Average Rating

Com o Dia das Bruxas a meros dias de tomar lugar, Chilling Adventures of Sabrina consegue ser uma mais valia para os fãs de terror, e também os fãs da personagem Sabrina Spellman.

  • 79%

Comments