Frame by Frame Riverdale TV

Riverdale – 3×03 – Chapter Thirty-Eight: As Above, So Below

PODE CONTER SPOILERS!

Ainda que estejamos todos um pouco de pé atrás com tudo o que está a acontecer, o certo é que não podemos deixar de aplaudir o ritmo de Riverdale. Durante os seus quarenta e poucos minutos, existe sempre imensa coisa a acontecer e o episódio passa a voar. Obviamente que umas coisas resultam melhor que outras, mas vamos por partes.

O maior destaque nesta semana e, se calhar, também nas últimas, é Veronica (Camila Mendes). Finalmente vêmo-la ter a sua própria narrativa, fora do namorado e isso por si só já é interessante. Melhor só mesmo quando se torna uma mulher de negócios e abre uma espécie de cabaret por baixo do Pop’s. Claro que tudo isto tinha tudo para dar certo se não fosse o seu pai, Hiram (Mark Consuelos).

Que este controla tudo, já tínhamos percebido, mas daí a tentar prejudicar a filha… Claro que aquele quadro dela que ele lhe deu como “presente” tem água no bico. Uma escuta, uma câmara, o que seja, mas não foi uma prenda sem maldade.

riverdale 3x03

Betty (Lili Reinhart) e Jughead (Cole Sprouse) não desistiram de descobrir o que aconteceu com as mortes dos seus colegas, que tudo têm a ver com o jogo Grifos & Gárgulas. Tal como eu também desconfiava, a mais nova dos Cooper acha que a Quinta parece ter algo a ver com tudo isto e tenta infiltrar-se, mas não é tão fácil como parece. E aquela miúda nova Evelyn (Zoé De Grand Maison) causa-me arrepios, mas quero ver muito mais dela!

Só eu é que odeio a Alice (Madchen Amick) nesta temporada? Que irritante! Toda a adoração pela Quinta, todos os segredos que não diz… a única coisa boa é mesmo vê-la com o FP (Skeet Ulrich). Isso sim, algo que sempre quisemos!

Em relação ao jogo, Jug consegue entrar depois de darem a volta a Ethel e aquilo é realmente sinistro. Coisas de más acontecem com aquele jogo e, no final, temos direito a um twist interessante e que deve tornar as coisas ainda mais perigosas naquela cidade.

riverdale 3x03

Archie (K. J. Apa) está com o seu próprio enredo, um bocadinho longe de tudo que está a acontecer. Ainda que as lutas entre os prisioneiros, sob o olhar sádico dos guardas e chefes não seja nada de novo, a maneira como isso está a ser mostrado aqui, é extremamente interessante. E claro que o nosso protagonista não consegue estar um episódio sossegado e agora vai ser uma espécie de Michael Scofield.

Já percebeu que daquele sítios, nem ele, nem os colegas sairão vivos, portanto têm de fugir e ele parece já ter tudo estudado. Não estraguem este plot!

Foi um episódio morno, ainda que recheado de acontecimentos que podem vir a dar coisas interessantes para Riverdale. Ainda assim, vamos agora ter de esperar até dia 7 de Novembro para a série voltar com um dos episódios mais aguardados pelos fãs: o nosso grupo a fazer dos seus pais na adolescência. Só pode ser bom e estou super ansioso!

Podem ler o nosso Frame By Frame anterior aqui. 

0 75 100 1
75%
Average Rating

Durante os quarenta e poucos minutos de Riverdale, existe sempre imensa coisa a acontecer e o episódio passa a voar. Obviamente que umas coisas resultam melhor que outras, mas vamos por partes. 

  • 75%

Comments