Cinema Críticas

Crítica: The Strangers (2008)

the strangers

Com The Strangers: Prey at Night já lançado, aqui no CineAddiction achamos por bem analisar o The Strangers original. Eis então a análise ao trabalho que  Bryan Bertino escreveu e realizou.

Nenhum género cinematográfico tem um público tão difícil como o terror. Comento frequentemente com amigos e alunos que um filme de terror que consiga mais do que 6,5 no IMDb é, por norma, mais interessante do que um filme de outro género com 7 ou 8. Isto depende claramente das expectativas com que o “cliente” de filmes de terror vai para a frente do ecrã.

A era em que este The Strangers foi feito foi uma altura em que a grande maioria dos filmes de terror norte-americanos não passavam de cópias de filmes estrangeiros que fizeram um grande sucesso no circuito independente. Desenganem-se porém os que pensam que The Strangers é assim. Um filme produzido por um estúdio secundário que aposta numa ideia relativamente nova e interessante que até é baseada em factos verídicos.Esse rótulo de “baseado em factos verídicos” é aliás um sinónimo de sucesso de vendas, embora não seja necessariamente sinónimo de qualidade.

Liv Tyler é a protagonista deste filme de Bryan Bertino
Liv Tyler é a protagonista deste filme de Bryan Bertino

Um ponto positivo do filme é a forma como começa. À cabeça é-nos logo desvendado o final. Uma decisão que acaba por criar uma maior curiosidade e antecipação no espectador, nomeadamente pela descrição do cenário que é feita pelos dois pequenos rapazes ao telefone com a operadora do 911.

Após isto, recuamos várias horas no tempo e conhecemos os protagonistas James (Scott Speedman) e Kristen (Liv Tyler), que depois da festa de casamento de um casal amigo acabam por passara noite na casa de férias da família de James. Aparentemente já com o clima da noite estragado, começam os reais problemas do casal: três estranhos mascarados invadem a casa.

Os factos verídicos que inspiraram Bryan Bertino têm pouco de relevante. O realizador baseou-se numa série de invasões de residências que ocorreram na sua cidade natal. No entanto, nenhum atingiu os níveis de brutalidade que este filme retrata. Este facto retira um pouco o appeal que o filme tem e aquele interesse mórbido que esse rótulo sempre desperta. É tudo marketing.

O filme não apresenta grandes momentos de violência nem os vilões ficarão para a história, isso é certo. Mas existem vários momentos de forte carga psicológica, terror psicológico até.

Scott Speedman é o namorado da personagem de Liv Tyler.
Scott Speedman é o namorado da personagem de Liv Tyler.

Os vilões são sádicos. E o mais marcante no filme não é o desfecho, que  como já disse conhecemos desde o início, mas a forma como lá se chega. A perseguição, a pressão e o pesadelo que os estranhos exercem sobre o jovem casal é algo que não me lembro de ver de forma tão vincada em filmes do género.

Longe de ser brilhante, é um filme de baixo orçamento, muito simples e que tem de ser valorizado pelo que conseguiu fazer com pouco. As reviews não foram as melhores, mas eu gostei bastante.

Título Original: The Strangers.

Título: Os Estranhos.

Realizado por: Bryan Bertino.

Elenco:  Scott SpeedmanLiv TylerGemma Ward.

Duração: 86 min.

Trailer | The Strangers

Comments