Frame by Frame Supergirl TV

Supergirl – 4×01 – American Alien

Supergirl 4x01

CONTÉM SPOILERS!!!

A terceira temporada de Supergirl pode ter acertado em vários elementos ao longo do seu curso, mas pode-se dizer que o enredo focado nas Worldbreakers e da ameaça em geral da mesma deixaram bastante a desejar. Portanto, cabia à quarta temporada conseguir trazer aquela vibe que a segunda temporada apresentou e que serviu de ponto de viragem para uma série que começou mal na CBSAmerican Alien é resultado deste “regresso às origens”.

Aqui, Kara (Melissa Benoist) está a gozar de um equilíbrio perfeito na sua vida, conseguindo conjugar os salvamentos como Supergirl em todo o mundo e a sua vida profissional como repórter da CatCo. No entanto, a chegada de um novo movimento anti-alienígenas promete virar a vida de Kara e dos seus amigos do avesso.

Supergirl 4x01

A par de Black LightningSupergirl é uma das poucas séries da The CW/DC Comics que possuem carácter social relevante. Se a primeira mostra o tratamento que as comunidades afro-americanas sofrem pelas mãos de uma sociedade ainda muito racista, a segunda serve de alegoria para os problemas que os imigrantes sofrem. Esse foi um elemento de destaque para a segunda temporada da série e que volta em força neste primeiro episódio da quarta temporada. Desta feita, somos apresentados a um novo grupo extremista anti-alienígena. E considerando a era moderna em que vivemos – especialmente os imigrantes latinos em solo americano – é impossível não apresentar vários paralelismos.

E esta vertente é pautada pela apresentada de três novas personagens. Somos apresentados ao Agent Liberty (Sam Witwer), que se revela como a parte mais fraca do episódio, e muito se deve pelo simples facto de não passarmos muito tempo com ele para ficarmos com interesse (isso não implica que este não seja melhor desenvolvido em episódios futuros). Em vez disso, passámos mais tempo em volta dos irmãos Mercy (Rhona Mitra) e Otis Graves (Robert Baker), que servem de lacaios de Liberty neste episódio. Embora, a níveis de personalidade ou motivações, fiquem a desejar (estes não podiam ser mais cliché), certamente cumpriram com o nível de perigo esperado, dando umas valentes dores de cabeça a Kara e companhia.

Supergirl 4x01

Apesar do negrume sentido, existem alguns momentos mais leves durante o curso do episódio. Por exemplo, tivemos a chegada de Nia Nal (Nicole Maines), uma nova repórter da CatCo. Ao vermos a personagem em ação, é impossível não retirar daqui vários paralelismos com a Kara que conhecemos na 1ª temporada da série. Maines exibe aqui uma energia contagiante e adorável, tornando-se complicada não tecer um sorriso na nossa cara, ao mesmo tempo que traz consigo também algumas inseguranças pelo caminho. Portanto, colocá-la lado-a-lado com Kara traz todo um novo leque de possibilidades, não só para o crescimento de Nia, mas também para Kara, que agora se vê no papel de mentora, à la a relação sentida entre Kara e Cat Grant em temporadas anteriores.

Dentro da DEO, também tivemos direito a uma nova re-estruturação, agora com Alex (Chyler Leigh) a servir de diretora e a contar com Brainiac-5 (Jesse Rath) como novo membro do suporte técnico. O episódio não perdeu o seu tempo a tentar mostrar uma dinâmica complicada entre estes dois, com ambos a não conseguirem encontrar um ponto de consenso para um bom funcionamento em equipa. No entanto, fica o conhecimento que ainda um trajeto ardilhoso a percorrer, o que permitirá ao nascimento de uma nova dinâmica entre Alex e Brainy.

Supergirl 4x01

Infelizmente, isto significa que tivemos de aguentar novamente com o subplot relacionado com James (Mehcad Brooks), que se vê a passar por um mau bocado agora com a sua identidade como Guardian a fazer parte do conhecimento geral. Isto despoletou um arco curioso para Lena (Katie McGrath), que parece estar a lidar com outra faceta negra e que só enriquece uma personagem começou a perder o seu gás.

Em suma, Supergirl acaba por regressar à sua boa forma de antigamente, ainda que tenha de passar por umas quantas dores de cabeça pelo meio.

0 75 100 1
75%
Average Rating

Após a leve desilusão que foi a terceira temporada, é bom ver Supergirl a voltar às suas raízes, ao mesmo tempo que apresenta algo de novo.

  • 75%

Comments