Cinema Críticas

Crítica: Venom (2018)

Venom Critica de Cinema

Venom não é um mau filme (quando comparado com a situação atual dos filmes de super-heróis), mas também não é um filme que se destaque pela positiva. Prende o espectador num limbo ao qual ele próprio não sabe escapar. É agradável de se assistir em certos momentos e, noutros, torna-se difícil de engolir.

A falta de uma classificação rated-R prejudica Venom. O simbiótico é um parasita violento, que se aproveita da fraqueza dos seus hóspedes para operar com a sua própria vontade. A falta de violência explícita, tanto em cenas de ação como na apresentação do simbiótico afetam o filme de forma negativa. No entanto, a conexão entre parasita e hóspede é notável.

Tom Hardy interpreta Eddie Brock, um repórter que deita a sua vida a perder após “meter o nariz onde não é chamado”. Eventualmente, Eddie é o “escolhido”, e é criada uma relação. É certo que as cenas entre Eddie e Venom dominam o filme, especialmente os diálogos entre os dois “parceiros”, mas o filme dá sempre a sensação de que algo não está certo. Apesar do calibre performativo de Tom Hardy (sendo este um dos maiores nomes do cinema e televisão atuais), nota-se perfeitamente que Hardy se sente como um “peixe fora de água”. O ator não está habituado a prestações do género, e esta definitivamente escapa ao seu reportório. Apesar do seu tremendo esforço, não convence o espectador o suficiente. No entanto, Hardy é o melhor proveito do filme. O restante elenco, embora bastante talentoso, também foi deitado a perder.

Venom Critica de Cinema
Michelle Williams e Tom Hardy

Riz Ahmed interpreta Carlton Drake, o antagonista do filme. Apesar de ser um ator extremamente talentoso, Riz não conseguiu fazer Drake chegar ao medíocre. Um vilão mal escrito, desinteressante, demasiado brando e nada ameaçador. Juntamente com Riz está Michelle Williams. A atriz interpreta Anne, o interesse amoroso do nosso protagonista. Desde a primeira cena conjunta que existe falta de química entre Michelle e Tom Hardy, o que prejudica a empatia que o espectador tenta criar com os personagens. No entanto, todos os erros listados acima não culpabilizam os atores ou o elenco em si, mas sim a equipa por detrás da criação do enredo.

O enredo de Venom é básico, cliché e cansado. É repetitivo e faz o espectador sentir que já conhece esta história vezes sem conta. E não é apenas isto, como também é lento e incoerente na construção das cenas. É apenas a meio do segundo ato que temos um vislumbre completo de Venom pela primeira vez. O filme não tem foco nos pontos vitais para assegurar ao espectador do que poderá ainda observar, contando com personagens mal escritos e um anti-herói (Venom) genial para um filme rated-R, mas tudo é deixado ao acaso.

Venom conta com Ruben Fleischer na cadeira de realização. Um dos primeiros erros da produtora foi contratar um realizador de comédias medianas para um filme que deveria ter atributos de terror e um sistema de classificação para maiores de 18 anos. Deveria ser um filme violento, sangrento e que fizesse o espectador sentir-se aterrorizado e inquieto ao assistir a um dos mais icónicos personagens de bandas desenhadas na grande tela. Fleischer decide atribuir a Venom um tom mais familiar, juntamente com o típico humor comercial, tão presente nos filmes de hoje em dia.

Venom Critica de Cinema
CGI de Venom

Os efeitos visuais de Venom são, no máximo, razoáveis. Os poucos vislumbres que temos dos poderes de Venom são baratos. No entanto, a forma completa de Venom está muito bem concretizada, dando um toque mais visceral e animalesco ao parasita. Embora seja uma boa representação do simbiótico, as cenas de ação são confusas, mal gravadas e a montagem é demasiado rápida. Tão rápidas e frenéticas que são completamente imperceptíveis ao espectador.

No final de contas, Venom é um filme que se aproveita de um dos maiores rostos do cinema e televisão para tirar lucro nas bilheteiras. É o mais recente exemplo da indústria de Hollywood, que conta com, nada mais, nada menos, do que um enredo muito pobre, elenco mal aproveitado, má escolha de realizador e falta de uma classificação adequada para o filme em questão. É um filme criado para massas, que tem como seu único objetivo a quantidade de vendas, e não a qualidade do produto. Conta apenas com uma interação fantástica entre hóspede e parasita, que torna o filme menos cansativo e mais interativo para o espectador.

Nome: Venom
Título Original: Venom
Realizador: Ruben Fleischer
Elenco: Tom HardyMichelle WilliamsRiz AhmedJenny SlateMac Brandt
Duração:
 112 min

Trailer | Venom (2018)

Comments