Fear The Walking Dead Frame by Frame

Fear The Walking Dead – 4×14 – MM54

MM54 é um episódio que confirma muita coisa em Fear The Walking Dead, nem todas elas positivas. Podemos facilmente antever a direcção que vai levar o resto da temporada bem como perceber o porquê de algumas decisões tomadas anteriormente no que toca ao arco da narrativa.

Sobre MM54

No episódio desta semana começamos por perceber que a vilã eleita para esta fase da série não é mais do que uma professora de inglês traumatizada pelas suas perdas neste mundo pós-apocalíptico. Tal como é quase universal nos vilões deste universo.

O mais importante desta back story talvez seja aquilo que nos é dado a conhecer da forma como ela vai atacando os camionistas que distribuíam mantimentos para tentar chegar ao Papa Bear (Stephen McKinley Henderson)… Em vez disso chegou a Morgan (Lennie James).

MM45 mostra-nos o passado de Martha
MM54 mostra-nos o passado de Martha

Morgan e o grupo estão a tentar manter-se a coberto do ataque de Martha (Tonya Pinkins) que com o blindado de Al (Maggie Grace) é uma adversária ainda mais temível. Obcecada com eliminar quem é fraco, Martha está apostada em eliminar os elementos do grupo, ao mesmo tempo que deixa transparecer um certo fascínio por Morgan.

Apesar de tudo, Martha é uma vilã relativamente sólida e interessante. O problema é mais a insalubridade dos restantes. Jimbo (Aaron Stanford), previsivelmente, encontrou o seu destino final no hospital onde se refugiou o grupo. Dificuldade atrás de dificuldade, a horda de walkers que ameaçou o grupo depois do intenso confronto com Martha, cercou-os no hospital e empurrou-os para os andares superiores e o grupo está sem saída. Foi tudo previsível desde o primeiro momento, pelo menos para mim e acredito que não sou especial e desse lado muitos sentiram o mesmo.

Martha é um vilã interessante
Martha é um vilã interessante

Também tivemos direito a um curto vislumbre de Alicia (Alycia Debnam-Carey) e Charlie (Alexa Nisenson) que, aparentemente, terão encontraram John Dorie Strand (Colman Domingo).

Em resumo…

Já escrevi várias vezes que Fear The Walking Dead esta temporada foi um carrossel de emoções, mas foi sobretudo também uma montanha russa de qualidade: sempre a subir e a descer. Esse é um ponto que conto esmiuçar na altura do fecho da temporada.

Por agora, resta referir que a série quando não é má, não deixa de ser previsível. A acção até é interessante e apresentou-nos momentos de alta tensão, mas nunca surpreendeu muito. É fácil adivinhar o que vai acontecer a seguir, quem vai ser sacrificado, quem vai ser o herói… Tudo muito denunciado e sem surpresa.

Não deixa de ser uma série de qualidade técnica e cinematográfica superior, mas a escrita deixa muito a desejar. O showrunner tem feito esforço e as coisas melhoraram no início mas estamos a voltar ao marasmo anterior e as grandes personagens que nos deixaram no início da temporada, Madison (Kim Dickens) e Nick (Frank Dillane), não foram propriamente substituídas. John Dorie é um excelente personagem, mas quase não tem tempo no ecrã e ainda que Morgan seja sempre Morgan está profundamente desapoiado.

0 74 100 1
74%
Average Rating
  • 74%

Comments