Castle Rock Frame by Frame TV

Castle Rock -1×10 – Romans

castle rock

PODE CONTER SPOILERS! 

E chegamos ao último capítulo de Castle Rock, intitulado Romans. Foi uma viagem e tanto até aqui, sem sabermos muito bem aquilo que estavamos a ver, tentando decifrar as peças do puzzle que foi tão bem montado pelos criadores.

Pegar no universo literário de Stephen King e transformar isso numa série era ousado e talvez arriscado, mas com o passar do tempo, parece ter sido uma ideia vencedora, com uma narrativa coesa e muito bem construída. Se calhar, por isso, esperava mais deste final.

Vamos lá à história! O rapaz aprisionado em Shawshank (Bill Skarsgard) pede ajuda a Molly (Melanie Lynskey) para convencer Deaver (André Holland) a ajudá-lo a voltar para o seu Universo, ainda que esta fique na dúvida se realmente pode acreditar nele ou não. Enquanto isto, temos direito a uma cena entre a rapariga da imobiliária e Ruth (Sissy Spacek) absolutamente maravilhosa. A mãe de Deaver está na ponte, pronta para se atirar, com um discurso relembrando Alan (Scott Glenn) e que ora o sente, ora não.

Molly decide então contar-lhe o que ela fez no outro universo e isso parece surtir o efeito pretendido. Spacek é suprema na interpretação. Aliás, aproveito já para aplaudir todo o elenco, que foi extremamente competente do início ao fim, principalmente os elementos do elemento principal: Holland, Skarsgard, Lynskey e Glenn.

Voltando ao que interessa, somos surpreendidos com um momento que nos deixa sem fôlego. Depois de descobrir a pequena miniatura em sabão em sua casa, a diretora da prisão Porter (Ann Cusack) procura a amiga de Henry e diz-lhe algo como: “Lacy tinha razão, ele é mesmo o diabo”, sendo de seguida atropelada pelo autocarro que continha os prisioneiros transferidos de Shawshank, depois desta ser fechada devido à corrupção.

No outro lado, Deaver acaba preso por suspeitas de ter morto Odin e como parceiro de cela terá o Miúdo. Os dois conversam e o discurso deste último é ambíguo, com ele a dizer que se continuar naquele “mundo” não irão parar de acontecer coisas más, porque é algo que não controla, mas com a chegada dos prisioneiros percebemos que pode não ser bem assim, com ele a despoletar uma luta entre os criminosos e a polícia.

A partir de então, caminhamos num clima de tensão com o rapaz de Shawshank a levar Henry para a floresta sob ameaça de uma arma. É aqui que ele finalmente se consegue lembrar, através de flashbacks, do que aconteceu na floresta com o seu pai. Este, deu a entender que ia matar Ruth, depois de perceber que ela amava Alan. De maneira a “salvar” a mãe, o pequeno rapaz atirou o pai do penhasco.

Os dois Deaver envolvem-se então, numa luta, com o caso a mudar de figura e o advogado a assumir a posse da arma, acontecendo então aqui, algo inexplicável. O Miúdo assume uma forma terrorífica, quase monstruosa numa questão de segundos. Enganou-nos com a sua história? A narrativa avança então um ano e tudo parece ter voltado ao normal. A única diferença é que agora Deaver prendeu o rapaz novamente em Shawshank e ficamos sem saber o que acontece daqui para a frente…

Pensei que iriamos ter todas as respostas que queriam, mas há tanta coisa ainda na nossa cabeça. Ficamos na dúvida, ficamos sem saber em que acreditar. Quem seria efetivamente a personagem de Skarsgard? O Diabo ou sempre disse a verdade e apenas queria voltar à sua vida? Porque é que Henry o prendeu e não decidiu matá-lo para não haver maneira dele voltar a escapar?

Ainda assim, ainda que o episódio tenha deixado um bocado a desejar, talvez devido a todas as expetativas que fomos criando até aqui, o panorama geral é extremamente positivo. Do elenco à fotografia, mas principalmente o texto e a maneira como o enredo foi contado, Castle Rock foi uma bela surpresa e acredito que seja possível afirmar que é umas das temporadas mais fortes do ano.

Podem ler o nosso Frame By Frame anterior aqui. 

0 75 100 1
75%
Average Rating

Do elenco à fotografia, mas principalmente o texto e a maneira como o enredo foi contado, Castle Rock foi uma bela surpresa e acredito que seja possível afirmar que é umas das temporadas mais fortes do ano. 

  • 75%

Comments