Frame by Frame Suits TV

Suits – 8×08 – Coral Gables

Suits

CONTÉM SPOILERS!

Suits está de volta e regressamos a um espaço de conforto, com interações de personagens interessantes e ainda tempo para conhecermos um pouco da adolescência de Louis.

Samantha precisa da ajuda de Harvey para recuperar um cliente de um antigo parceiro de Robert Zane, mas a impulsividade de ambos leva a resultados pouco consistentes. Gretchen comete um erro e procura desesperadamente para conseguir livrar-se dele, ao passo que o médico que está a acompanhar a gravidez de Sheila é um antigo bully de Louis, com quem este sente uma mágoa profunda.

Apesar de estar constantemente a cair nos mesmos clichés, a verdade é que as personagens de Suits foram sempre colocadas num patamar de “invencibilidade”. Com isto quero dizer que, por exemplo, a conduta arrogante de Harvey sempre o colocou num patamar à lá José Mourinho de que “eu não sou o melhor, mas não há ninguém melhor do que eu” e ver as fragilidades do mesmo relativamente ao trabalho e à experiência que foi tendo ao longo dos anos é, inquestionavelmente, um passo na direção certa. A ele junta-se Samantha, Louis e Gretchen, cujas vulnerabilidades são postas a teste e a série acaba por florescer precisamente por revelar os seus lados mais humanos.

A cumplicidade de Donna com Gretchen é também um dos melhores momentos do episódio. Aloma Wright e Sarah Rafferty têm uma química brilhante e as suas cenas, ainda que curtas, roubam logo toda a atenção do espectador. O passado problemático de Louis também teve o seu momento interessante, embora tenha caído um pouco num exagero melodramático mas que, independentemente disso, encaixa na perfeição com o comportamento já habitual da personagem.

Mesmo que a leveza do episódio e a ação acelerada não nos deixem totalmente satisfeitos, as oscilações de Suits na exploração e desenvolvimento de personagens precisam (e muito!) de encontrar um equilíbrio. Já conhecemos bem os protagonistas que ficaram, mas o sangue fresco, por muito agradável que seja, precisa de encontrar ainda um local de conforto na própria temática da série.

É por isso que o foco em Gretchen trouxe um ar mais denso, precisamente por a conhecermos ligeiramente e estarmos sempre habituados a vê-la em situações que geralmente envolvem comicidade. Aqui, Gretchen está desamparada, sem rumo, a pensar no pior que lhe poderá acontecer. Erros mostram humanidade e todos nós os cometemos. É com eles que aprendemos e a vida, como já todos sabemos, nunca segue o rumo que muitas vezes pretendemos.

Leiam o nosso Frame by Frame anterior de Suits aqui.

0 63 100 1
63%
Average Rating

Suits regressa com um episódio agradável, em que as vulnerabilidades das personagens são testadas e o resultado é positivo, ainda que a ação seja muito acelerada e não nos permita apreciar convenientemente as situações.

  • 63%

Comments