Mini-Reviews TV Power TV

Power – Season Finale – 5ª Temporada

Power

Uma das séries mais “escaldantes” do verão chegou e Power está em boa forma. Muito mais do que qualquer outra temporada. Ghost envolve-se em novos dramas e, por arrasto, todos os restantes ficam embrenhados numa investigação, ao passo que novos vilões surgem para complicar ainda mais a vida de todos.

O Melhor:

Power apostou – e bem – nos twists surpreendentes.

Estes twists permitem com que a série consiga desprender-se da sua fórmula habitual de que todos passam ilesos às situações mais complicadas e colocam as personagens em ocasiões vulneráveis e de decisões rápidas.

Ainda que a série peque por se engolir numa novela melodramática com um charme próprio, Power cresceu e foi ao livrar-se de personagens-chave (e que já se tornavam incomodativas a longo prazo) que conseguiu encontrar finalmente um espaço de conforto e que agarre o espectador aos seus longos episódios.

Todos os intervenientes estão em perigo e o público está investido no desenrolar dos eventos, mas o grande problema de Power é precisamente ser, na maioria das vezes, banal e pouco criativo.

Ainda assim, as performances melhoraram especialmente Omari Hardwick que tornou a sua personagem mais humana e revela um lado mais sensível do que aparentava inicialmente.

O Pior:

As personagens de Power são demasiado “aclichezadas”.

São raras as que nos cativam na série e isso deve-se ao acting plastificado da maioria do elenco e de todo o seu enredo estar sempre num ciclo vicioso. No entanto, como referido anteriormente, houve melhorias neste aspeto e mostra que a série da STARZ está a conseguir progredir em termos de violência e de choque para os seus fãs.

O que era outrora idílico e sempre positivo, agora torna-se num campo de minas em que, a qualquer momento, explode aqui e acolá. Esta consistência de twists e livrarem-se de personagens indesejadas (sorry pelo SPOILER, mas ainda bem que o 50 Cent foi à vida!) torna a história mais ritmada e credível, ainda que sempre com o seu toque exagerado de melodramatismo.

Power pode não ser uma série excelente e fugir ao meu gosto pessoal, mas consigo reconhecer o seu crescimento e o seu mérito e a renovação já é dada como garantida e, confesso, sinto já um gosto por saber o que irá acontecer a seguir; algo que, até então, não existia.

Estado da Série: RENOVADA

Leiam outras Mini-Reviews aqui.

0 60 100 1
60%
Average Rating

Power regressa com uma temporada recheada de twists, o que ajuda a série a progredir. No entanto, o melodramatismo assume as rédeas da maioria das cenas e isso continua a ser o seu calcanhar de Aquiles, para além da maioria das performances não terem muita qualidade.

  • 60%

Comments