Mini-Reviews TV TV Yellowstone

Yellowstone – Season Finale – 1ª Temporada

Yellowstone

Yellowstone é a mais recente série da Paramount Network que conta com John Linson e Taylor Sheridan como seus criadores. Podem reconhecer Linson e Sheridan pelos seus feitos, tanto em cinema como em televisão. Linson participou no argumento da série e carrega no seu currículo a produção de 92 episódios de Sons of Anarchy, assim como numerosos filmes televisivos. Sheridan, também involto no processo criativo, no argumento e na realização de Yellowstone, para além de ser um ator com algum reportório, é também o argumentista de Sicario, Wind River, Hell or High Water e Sicario: Day of the Soldado, quatro obras fantásticas com um argumento peculiar e perceptível. Ambos os criadores sabiam no que se estavam a meter, e aliaram as suas melhores características para trazer o maior rancho do Montana para as nossas televisões.

O MELHOR:

Yellowstone conta-nos a história da família Dutton, que é liderada por John Dutton (Kevin Costner). John é dono do maior rancho dos Estados Unidos da América, e sofre constantemente de ataques às suas fronteiras. Num western moderno que se tenta envolver demasiado em enredos políticos, de onde se pode retirar o melhor partido? Linson e Taylor questionaram-se disto mesmo e souberam onde apostar: os personagens!

Yellowstone conta com personagens bem escritos e muito bem desenvolvidos. Podem ser durões, dóceis, amantes, amigos, inimigos, que criem empatia com o espectador ou que provoquem raiva no mesmo; todos servem o seu propósito na série e nenhum é esquecido.

É claro que para haver uma boa percepção dos personagens, o trabalho dos atores é fundamental. Yellowstone conta com performances que, apesar de não serem de excelência, são bastante convincentes e profissionais. O espectador apercebe-se que o elenco acolheu cada um dos seus personagens. Kevin Costner tem um papel fundamental na série, e a sua performance é quase que natural, mostrando novamente a qualidade e profissionalismo do ator. Também caem em boas graças Luke Grimes, Wes Bentley e Cole Hauser, que protagonizam Kayce Dutton, Jamie Dutton e Rip Wheeler, respetivamente. Todos estes nomes acima referidos sabem equilibrar uma dose certa de drama, tensão e ação que dá boa dimensão aos seus personagens. Mas quem realmente brilha na série é o jovem Brecken Merrill, que protagoniza Tate Dutton, filho de Kayce e neto de John Dutton. O pequeno ator estreia-se em Yellowstone e tem uma prestação muito melhor do que se esperava. Poderá ser uma prestação com algumas falhas e que pode levar melhorias, mas diria que, para a estreia de uma estrela tão pequena com uma prestação tão grande, Brecken Merrill tem uma performance de excelência.

Devemos também falar de Dave Annable, que interpretou Lee Dutton. O convidado especial teve um excelente trabalho na série, em que apenas num episódio, e com tempo de antena reduzido, consegue captar o espectador e facilmente tornar-se num dos melhores e mais amáveis personagens da série.

Aliado às grandes performances estão também o trabalho de câmara e a edição de som. A produção de Yellowstone está verdadeiramente de parabéns pelos maravilhosos planos da natureza do Montana. A utilização de planos panorâmicos são a especialidade de Taylor Sheridan, tanto representados em ambas as entradas de Sicario como em Hell or High Water. O realizador conseguiu de forma brilhante retratar a vida no maior rancho do Montana, e mostra-nos isso precisamente pela escala das panorâmicas que utiliza.

O PIOR:

Embora existam performances brilhantes em Yellowstone, também existem outras que deixam algo a desejar. Um exemplo concreto disto é a prestação de Kelly Reilly, que interpreta Beth Dutton, uma forte presença feminina e uma mulher de garra no que toca a negócios. Kelly não conseguiu encontrar um meio-termo entre as suas capacidades performativas e o que a sua personagem necessita, o que resultou num overacting embaraçoso que deixa o espectador numa posição incómoda. Juntamente com Kelly Reilly junta-se, pelos mesmos motivos, Kelsey Asbille, que interpreta Monica Dutton, esposa de Kayce Dutton. Para além de interpretar uma personagem completamente secundária e apenas necessária para o enredo e desenvolvimento de Kayce, Kelsey não consegue dar a Monica um travo especial e memorável.

Algo que também não se alinha à boa causa da série é precisamente o argumento. Embora não seja um argumento de má qualidade, já é cansado e desinteressante. As disputas políticas entre John Dutton e os seus rivais poderão não interessar à maioria dos espectadores. Embora se foque bastante bem no desenvolvimento e crescimento de personagens, Yellowstone acaba por sacrificar o enredo. A história não tem um rumo final definido nem uma “missão” que deve seguir, e o que assistimos é apenas uma “telenovela” americana que é completamente guiada pelos personagens e pelo magnífico cenário em que toma lugar.

Independentemente dos defeitos da série, Yellowstone não deixa de ser uma das séries mais agradáveis a que assisti, simplesmente pelo facto de que dá a sensação de que realmente ficamos a conhecer os personagens que acompanhamos desde o início e as suas histórias respetivamente.

Estado da Série: RENOVADA

0 80 100 1
80%
Average Rating

Yellowstone é uma série que me apanhou de surpresa pelas suas personagens cativantes, um meio envolvente, um trabalho de câmara explêndido e uma produção fantástica, com performances muito bem conseguidas. Pessoalmente, embora possa perder no seu argumento e em certos pontos do elenco, Yellowstone assegura-se como uma das mais notáveis séries estreantes de 2018.

  • 80%

Comments