Castle Rock Frame by Frame TV

Castle Rock – 1×01 – Severance

Castle Rock

PODE CONTER SPOILERS! 

Aquilo que Castle Rock, a nova série da Hulu pretendia fazer, era extremamente ambicioso. Não seria pegar numa obra da Stephen King e adaptá-la para TV, mas sim pegar nos mais variados elementos dos seus livros, colocá-los na cidade fictícia de Castle Rock (também criada pelo génio da literatura de suspense e terror) e criar algo completamente diferente. Basicamente, pegar nas grandes obras do autor e juntar tudo. Bastante arriscado, mas pelo que já deu para ver neste primeiro episódio, tem tudo para dar certo.

No centro da ação está Henry Deaver (André Holland), um advogado com um passado bastante conturbado e a série começa exatamente nesse ponto, quando em 1991, vemos o pequeno Deaver ser encontrado por um homem que o leva para casa, depois de estar desaparecido durante 11 dias no meio de uma floresta repleta de neve, que mataria qualquer um. Aliás, foi o que aconteceu e, mesmo não sabendo grandes pormenores sobre isto ainda, foi-nos mostrado que o pai adotivo de Henry morreu e este foi acusado da sua morte, algo que o assombra até aos dias de hoje.

O que conecta o advogado com o outro lado da história é uma chamada que recebe da famosa prisão de Shawshank. Apareceu um rapaz (Skarsgärd) preso numa jaula, em péssimas condições, numa zona da prisão fechada há mais de 30 anos e as únicas palavras que sairam da sua boca foram o nome de Henry. A nova diretora da prisão, Warden Porter (Ann Cusack) não pretende que aquilo se saiba e por isso consegue esconder o rapaz, despistando Deaver. E vocês perguntam, como sabes que a diretora é nova?

Lá está, isso é-nos mostrado numa das cenas mais impressionantes deste início quando Dale Lacy (Terry O’Quinn) se suicida ao colocar uma corda no pescoço presa a uma árvore e, de seguida, acelerar o carro para um penhasco. Se inicialmente não percebíamos o porquê dele ter feito aquilo ou da importância que aquilo teria para o enredo, no final vemos que ele foi o responsável por prender o jovem na jaula e levá-lo a pedir pelo advogado. Quero tanto saber mais sobre isto!

A nível de interpretações, acho que já deu para perceber que estarão todas num nível de excelência. Ainda que não tenha dado para ver muito ainda, Skarsgärd arrepia só de olhar para si e acredito que vá ter uma perfomance digna de ser apreciada. Também o protagonista Holland nos apresenta um trabalho maravilhoso neste piloto, com expressões pesadas e uma interpretação segura naquele homem que não sente pertencer a lado algum. Desde Frances Conroy, a Sissy Spacek, Scott Gleen… tão bom ver estes atores com boas personagens e oportunidade de brilharem, que tenho a certeza irá acontecer nos próximos episódios.

Com uma fotografia e realização que não desiludem em nada, Castle Rock começa com saldo positivo, ainda que com algumas histórias entrelaçadas que podem tornar-se confusas ao serem reveladas em apenas 1 hora, mas que já se viu tem potencial para se ir afirmando e apaixonar não só os fãs de King, como os bons apreciadores de terror e suspense.

0 85 100 1
85%
Average Rating

Castle Rock começa com saldo positivo, ainda que com algumas histórias entrelaçadas que podem tornar-se confusas ao serem reveladas em apenas 1 hora, mas que já se viu tem potencial para se ir afirmando e apaixonar não só os fãs de King, como os bons apreciadores de terror e suspense. 

  • 85%

Comments