Frame by Frame Marvel's Luke Cage TV

Luke Cage – 2×11 – The Creator

Luke Cage

CONTÉM SPOILERS!!!

Após um 10º episódio que me apanhou de surpresa – muito devido ao tratamento que Danny Rand/Punho de Ferro já merecia há muito tempo – ainda possuía a esperança de este episódio conseguir, pelo menos, rivalizar com esse episódio em vários meios (ou então mesmo desta temporada). Infelizmente, quaisquer esperanças esmoreceram rapidamente assim que o episódio abre.

Luke (Mike Colter) e Misty (Simone Missick) dão de caras com uma cena do crime horrenda: um restaurante jamaicano completamente em cinzas e com uma pilha de mortos. Ambos os heróis rapidamente concluem que isto é um feito de Mariah (Alfre Woodard); no entanto, Ingrid (Heather Simms) conseguiu sobreviver ao massacre e encontra-se a monte. Portanto, Luke e Misty andam numa corrida contra o tempo para conseguir proteger Ingrid das forças de Mariah.

Luke Cage teve direito a material interessante nesta temporada, especialmente quando nos focamos na sua raiva interior. Infelizmente, este episódio serviu como um passo-atrás neste novo esforço da série. Em outras palavras: colocar um herói à prova de bala numa escort mission não tem assim muito material interessante para explorar, especialmente no que se toca aos seus demónios interiores.

Este episódio também provou ser um dos piores esforços para Mariah, que esteve, praticamente, confinada ao seu escritório. Ver a nova Rainha de Harlem a traçar um acordo com um grupo rival já seria logicamente aborrecido de acompanhar, mas ver a personagem a interagir com fantasmas do passado só confirmam que esta personagem anteriormente interessante acabou de perder o juízo completo. Talvez seja um dos efeitos de esta abraçar por completo o apelido Stokes e toda a bagagem a ela associada, mas ao ponto de cair numa onda de loucura que já começa a alienar tudo e todos, não tem qualquer onça de sentido.

Outro personagem que permaneceu imobilizado durante uma boa porção do episódio foi Bushmaster (Mustafa Shakir) que, neste ponto, está a ser curado por Tilda (Gabrielle Dennis). No entanto, e ao contrário do segmento anterior, este teve um maior impacto graças a umas cenas flashback que descreveram a difícil relação entre os Stokes e os McIver. Esta seria a nossa primeira amostra de personagens já previamente mencionadas na série como Mama Mabel (LaTanya Richardson Jackson) ou Uncle Pete (Curtiss Cook), mas pintam Bushmaster num tom ainda mais trágico, sendo este mais uma vítima do poder que o nome Stokes acarreta.

A surpresa do episódio recai em Shades (Theo Rossi). Na primeira temporada, este gangster revelou-se como um verdadeiro aborrecimento que tomou forma humana. Mas esta segunda temporada novos desafios para o personagem (devemos atrever a dizer que explorou novas shades do personagem?). E este episódio registou todo um culminar de frustração e medo que resulta numa ação que tornam os últimos episódios desta temporada um pouco mais interessantes até ao desfecho. Quem sabe o que sairá desta aliança frágil?

Leiam o nosso Frame By Frame anterior aqui.

0 64 100 1
64%
Average Rating

Após uma série de episódios interessantes, é uma pena vermos Luke Cage a cometer os erros do passado. Ou, noutras palavras, colocar personagens de relevo sem fazer nada!

  • 64%

Comments