Frame by Frame Marvel's Luke Cage TV

Luke Cage – 2×07 – On and On

Luke Cage

CONTÉM SPOILERS!!!

Já vamos a mais de metade desta segunda temporada de Luke Cage, mas parece que a série ainda não está pronta para o descanso necessário para o nosso herói e os seus aliados.

Sobrevivendo ao confronto direto que ocorreu no episódio anterior, tal não significa que Luke Cage (Mike Colter) ainda tenha o descanso merecido, uma vez que Piranha Jones (Chaz Lamar Shepherd) conseguiu escapar dos seus dedos. Numa tentativa de tentar encontrá-lo, Luke alia-se a Misty (Simone Missick), recém-despedida da esquadra policial, numa tentativa de tentar encontrar o rasto de Piranha. Ainda pelo meio, Mariah (Alfre Woodard) começa a demonstrar-se cada vez mais desequilibrada, ao ponto de suspeitar da existência de um bufo no seu círculo interno. E isto sem mencionar que Bushmaster (Mustafa Shakir) está pronto para dar o passo seguinte no seu plano de tomar o reino do crime das mãos de Mariah.

Pode ter demorado algum tempo, mas tivemos, neste episódio, mais uma team-up entre Luke e Misty. Uma dupla que, inicialmente, se encontrava às turras na temporada anterior, agora parecem ser aliados sólidos nesta nova temporada. E isso está mais do que visto nesta nova colaboração entre os dois. Não só se complementam de forma físicas nas suas respetivas cenas de ação (ele mostra uma força mais bruta que o habitual; ela é detentora da técnica de combate), mas também pela sua troca de diálogo. Fica mais do que claro que existe um certo nível de respeito entre as duas personagens, ao mesmo tempo que temos direito a uma boa dose de humor, sempre bem-vindo.

Mas atenção, que Luke não teve direito de interagir apenas com Misty neste episódio inteiro. Ainda pelo meio, tivemos a dois “confrontos” com o seu pai, James (Reg E. Cathey). E estes revelam-se como uma nova fonte de drama para explorar. A relação entre os dois homens é, no mínimo, “complicada”, com James em busca de redenção pelos seus atos anteriores aos eventos da série, e Luke a ter imensas dificuldades em pensar sequer em perdão. Nenhuma relação familiar é fácil, e esta é mais uma que entra dentro da marca Marvel.

O grande momento de Bushmaster neste episódio resume-se praticamente ao terceiro ato do episódio, em que este faz a sua jogada direta contra Mariah. No entanto, até chegar a este ponto, ainda não sabíamos verdadeiramente até aonde é que este queria chegar. E se calhar colocar Bushmaster numa onda trágica já começa a revelar sinais de cansaço sentido. Sim, nesta altura do campeonato, já sabemos mesmo que este possui uma vingança ancestral para com os Stokes em geral. E tanto falatório em fazer o império de Mariah “arder” era a dica essencial para a sua ação final. Dito isto, o personagem entra num cruzamento, onde as possibilidades para este são praticamente infinitas.

No entanto, o elemento de Mariah foi novamente a fraqueza do episódio. Woodard pode não ser uma atriz extraordinária, isso é mais do que óbvio nesta altura do campeonato. No entanto, esta consegue ser mais convincente e magnética quando tenta tornar a sua Mariah Dillard numa espécie de Donald Trump de cor. Mas como uma líder à beira de um ataque de nervos? Nem por sombras. E isto sem mencionar a forma previsível de como o caso do bufo foi resolvido. Apesar de já sabermos, de antemão, quem era o bufo (o que rouba o sentido de surpresa), já era uma questão de tempo até as verdades virem ao de cima.

Apesar disto tudo, Luke Cage continua a mudar a olhos vistos. E tendo em forma como o status quo mudou com este On and On, quem sabe como se irá desenrolar a série daqui para a frente.

Podem ler a nossa Frame By Frame anterior aqui.

0 81 100 1
81%
Average Rating

A mais de metade desta segunda temporada, parece que Luke Cage está a mudar o seu status quo a olhos vistos, apresentando novas dinâmicas pelo meio.

  • 81%

Comments