Frame by Frame Marvel's Luke Cage TV

Luke Cage – 2×05 – All Souled Out

Luke Cage

CONTÉM SPOILERS!!!

Bushmaster esteve completamente ausente neste quinto episódio de Luke Cage, mas isso não quer dizer que não tivéssemos direito a alguns momentos de verdadeiro deleite! Luke (Mike Colter), de forma a tentar evitar um desastre judicial, aceita uma proposta “irrecusável”; Misty (Simone Missick) ganha um upgrade há muito necessário; e Mariah (Alfre Woodard) prepara-se para inaugurar o seu projeto comunitário, mas os problemas familiar relacionados com Tilda (Gabrielle Dennis) vêm ao de cima.

Já sabemos que tentar usufruir da sua nova fama das ruas é um dos elementos desta temporada por explorar. E embora tenha recusado vezes e vezes sem conta, desta vez Luke vê-se entre a “espada e a parede” para poder safar-se de uma ação judicial levantada por Cockroach (Dorian Missick). Por um lado, termos Luke Cage a fazer um meet & greet com os seus maiores fãs, tirar umas selfies, é algo que não agrada ao herói de Harlem. No entanto, este segmento serve de uma lufada de ar fresco numa temporada em que Luke Cage tem-se submetido a uma raiva desmedida. Este segmento permitiu recuperar aquele sentido de humor único pela qual a série tornou-se muito bem conhecida para os fãs da Marvel. Dito isto, esperem, como seria de esperar, que as coisas deem para o torto.

Graças aos contributos da Rand Industries, Misty recebe a prótese há muito desejada pelos fãs de Luke Cage e dos seus aliados. Cada vez mais, Simone Missick aproxima-se da sua versão homónima das bandas desenhadas (se bem que não esperem pelos “extras” especiais). Com uma nova energia, Misty entrega-se de corpo e alma em tentar derrubar Cockroach. E é aqui que All Souled Out torna-se perturbador. A série nunca teve receio de abordar temáticas mais controversas da nossa sociedade. Temáticas como racismo, consumo de estupefaciente, o comentário sobre as leis de posse de armas, tudo é válido neste terreno. Nesta temporada, e centrando-se mais em Cockroach, o tema em questão é a violência doméstica, com Cockroach a ser acusado de bater na sua mulher e filho. E o pior, as autoridades nada podem fazer. Através de uma série de flashbacks protagonizadas por Misty e por Rafael Scarfe (Frank Whaley), a agente da polícia pensa seriamente em passar as marcas. É um momento subtil, mas que não deixa de ser eficaz, com Misty Knight a colocar-se a si mesma à prova.

Já o segmento de Mariah merecia uma melhor limagem das suas arestas. Esta temporada tem-se concentrado nos esforços da “Rainha de Harlem” de tentar tornar-se numa fonte legítima de negócios e de tentar reaproximar-se da filha. No entanto, este tipo de dramatismo torna-se bastante previsível, ao ponto de, quando chega o momento das verdades, já esperarmos todo o tipo de reações de ambas as partes. Sim, acaba tudo bem quando está tudo bem, mas não quer dizer que tenha sido um trajeto inesperado. Vale pelo twist final em vários segmentos do episódio, que reforçam o facto de Bushmaster, apesar de ausente fisicamente, continua a deixar a sua presença bem sentida.

Leiam o nosso Frame By Frame anterior aqui.

0 72 100 1
72%
Average Rating

Com Bushmaster ausente, os intervenientes de Luke Cage têm uma oportunidade de respirar um pouco de alívio antes da chegada da tempestade.

  • 72%

Comments