Frame by Frame Supergirl TV

Supergirl – 3×22/23 – Make it Reign / Battles Lost and Won

supergirl 3x23

CONTÉM SPOILERS!

Esta semana marcou o final da terceira temporada de Supergirl (Melissa Benoist) com um confronto contra Reign (Odette Annable) que acaba por desiludir, mas com bons momentos para várias personagens. Battles Lost and Won trouxe uma derrota a Reign e Selena (Anjali Jay) mas encontrou forma de alterar os planos a Supergirl. No final da temporada anterior, Supergirl parecia ter o assunto mais ou menos controlado até que a mãe de Mon-El, que planeava tornar o planeta Terra num novo Daxam, lhe trocou as voltas. Nestes dois últimos episódios, o vilão era diferente mas a sua motivação era a mesma e, mais uma vez, depois de controlar o problema com a derrota de Reign, a vilã regressa com um novo plano. Tal como temia desde o início, Reign e Selena falham na motivação e a execução do plano de Supergirl deixa muito a desejar. A introdução de Reign como uma força de purificação moral deixa de ter qualquer influência no seu enredo, tornando-a apenas numa ferramenta de um plano que só ficamos a conhecer a três episódios do final. O sacrifico de M’ynrr (Carl Lumbly) é praticamente em vão, depois de uma despedida emocionante de J’onn (David Harewood) que acaba por não ter tanto peso como devia quando estamos distraídos pelas explosões à sua volta e, literalmente, pelo fim do mundo como o conhecemos. Depois de tudo isto, o confronto final desilude em comparação com a primeira batalha entre Supergirl e Reign e transforma-se numa exposição de efeitos especiais com um misto de magia que nunca chegamos bem a compreender. Como se isso não bastasse, as consequências perdem-se quando Supergirl decide viajar no tempo para corrigir os seus erros e evitar a morte de Reign… que acaba por ter um destino talvez ainda pior. Salva-se apenas a prestação de Odette e o papel de Sam, que espero continue por perto durante a próxima temporada.

Felizmente, o último episódio introduz mudanças suficientes para que a quarta temporada corra bem. Winn (Jeremy Jordan), que pouco contribuiu para a temporada, junta-se à Legião e viaja para o futuro. Não será decerto a última vez que o vemos e a porta fica aberta para um regresso com um Winn mais rico e complexo, com novas experiências que decerto irão alterar a personagem. James (Mehcad Brooks) assume-se como Guardian introduzindo um novo ponto de discussão na série, onde podemos perceber a reação da opinião pública e das autoridades quando um humano, particularmente um jovem afro-americano, decide tomar a justiça nas próprias mãos. A decisão de J’onn de sair do DEO chega na altura certa e permite à personagem explorar novas partes da sua vida e mitologia, e a entrega da posição a Alex  (Chyler Leigh) é a oportunidade perfeita para explorar novas facetas da personagem.

E por último temos Mon-El (Chris Wood) e mais uma facada em Supergirl. A protagonista parece estar destinada a ser infeliz, e por muito bom que tenha sido voltar a ver Mon-El, particularmente esta versão melhorada da personagem, ver uma nova separação depois de reacenderem a relação em Make it Reign é completamente desnecessário. É compreensível e ambas as personagens parecem lidar da melhor forma possível com a situação, mas esta conclusão não deixa de saber a pouco.

Como seria de esperar viajar no tempo tem as suas consequências e a temporada despede-se com uma nova Supergirl que parece ser a vilã da próxima temporada. É uma excelente oportunidade para Melissa Benoist, e se a série conseguir não repetir o enredo de Sam ou da sua doppelgänger da Earth X, certamente será uma boa escolha para a quarta temporada.

0 59 100 1
59.5%
Average Rating
  • Supergirl - 3x22 - Make it Reign
    58%
  • Supergirl - 3x23 - Battles Lost and Won
    61%

Comments