Archer Mini-Reviews TV TV

Archer – Season Finale – 9ª Temporada (Danger Island)

Archer

Mais um ano, mais uma temporada de Archer que chega ao fim. Nesta temporada, tal como a anterior (podem ler o que nós achámos aqui), voltamos a visitar o subconsciente de Sterling Archer (H. Jon Benjamin), que ainda se encontra num coma profundo após os eventos da sétima temporada (que também podem consultar aqui). Como será que correu esta nova aventura?

O MELHOR

Archer não esteve exatamente no seu melhor na temporada anterior, intitulada Dreamland, e que decorria nos anos 40, com uma clara estética que nos relembra os filmes noir. Apesar da mudança de estética, a própria temática revelou-se mais negra que o habitual (mesmo adequado para a temática que andavam à procura). Dito isto, Danger Island não podia ser mais diferente do seu antecessor!

Ao contrário de Dreamland, que tomou lugar numa espécie de Los Angeles noir dos anos 40, Danger Island toma lugar numa ilha paradisíaca (se ignorarmos os constantes perigos como a fauna local, os canibais ou os soldados nazis) em plenos anos 30, numa época em que a Europa se encontrava embrenhada na 2ª Guerra Mundial. Localizar a ação numa ilha verdejante permitiu aos fãs de Archer apreciar como a série tem vindo a evoluir ao longo deste 9 anos de existência (sem esquecer que a série também alcançou o 100º episódio!). Digam o que disserem, Danger Island revelou-se como uma das temporadas mais belas em termos técnicos.

Tal como DreamlandDanger Island oferece novas versões dos nossos protagonistas, ao mesmo tempo que tentam manter-se fiéis com o que conhecemos deles. Por exemplo: Sterling continua a ser o eterno bêbedo compulsivo e com tendências mulherengas, só que agora é um piloto de aviões zarolho; Archer faz-se acompanhar por Pam (Amber Nash), que agora é a sua parceira de profissão e ambos trabalham para Mallory (Jessica Walter), que continua obcecada em receber montes avultados de dinheiro, ao mesmo tempo que gere um bar/bordel; Cheryl (Judy Greer) agora é Charlotte Tunt, uma socialite de Nova Iorque que se vê presa na ilha; Lana (Aisha Tyler) agora é a Princesa Lanaluakalani, que pretende libertar a ilha do domínio francês, constantemente relembrado por Ray (Adam Reed), agora um militar profundamente corrupto; Lanaluakalani faz-se acompanhar por Fuchs (Chris Parnell), um espião alemão numa missão secreta; e Krieger (Lucky Yates) foi transformado em Crackers, um papagaio falante.

Ao contrário de Dreamland, que foi marcante pela sua vertente mais negra, Danger Island revelou-se como uma paródia aos filmes de ação e aventura normalmente ligados para as famílias (desta vez com o humor característico de Archer). Torna-se bastante óbvio que filmes na mesma veia que Raiders of the Lost Ark tenham sido a inspiração mais óbvia para esta temporada. E esta nova vertente permitiu o renascer daquele sentido de humor característico da série e que já fazia alguma falta durante muito tempo.

No entanto…

O PIOR:

Nem sempre o humor funciona. Archer funciona à base de um humor bastante característico que certamente não irá agradar a muitos.

Ainda que os fãs gostem desta temporada stand-alone, a série já vai na sua 9ª temporada. De acordo com as próprias palavras de Adam Reed em 2016, a 10ª temporada será a temporada final da série (ainda que Reed tenha retificado essas palavras recentemente). Seria pedir demais que revisitássemos o “mundo real” de Archer para a resolução do que foi deixado aberto? Claramente que não; aliás, e caso a próxima temporada seja mesmo a última, seria de bom grado que se desse uma conclusão concreta às questões deixadas em aberto.

Dependendo da perspetiva de cada um, e de acordo com o teaser no final do episódio, parece que a vindoura 10ª temporada será outra temporada stand-alone. Ainda assim, agora temos de esperar pelo próximo ano para ver o que está reservado para Sterling Archer e companhia.

Estado da série: RENOVADA

0 85 100 1
85%
Average Rating

Após uma oitava temporada mais negra do costume, eis que, com Danger Island, Archer regressa à sua boa forma de antigamente, ao mesmo tempo que mantém a recente tendência de temporadas stand-alone.

  • 85%

Comments