Frame by Frame Legion TV

Legion – 2×10 – Chapter 18

Legion

CONTÉM SPOILERS!!!

Confesso que tinha um certo receio ao ver o mais recente episódio de Legion. A série sempre foi conhecida por ter um ritmo mais lento que o normal numa série de super-heróis (mas que nem acaba por ser um detrimento para a série; apenas marca-a pela diferença no género) e toma o seu belo tempo para dar o avanço necessário para o enredo principal. Portanto, ao ver este episódio – que serve também como o penúltimo episódio da temporada – tinha o receio de que não dessem continuidade com a narrativa de forma significativa. Pois bem, considerem-me bem enganado; este 18º capítulo, não só conta com avanços significativos com o enredo da temporada, como conta também com uma surpresa inesperada. E, claro, montar o palco para um final de temporada que promete mudar o rumo da série para o futuro próximo (visto ter sido recentemente renovada).

Neste episódio, Syd (Rachel Keller) foi inesperadamente raptada. Isto leva David (Dan Stevens) numa busca desenfreada pela sua eterna amada. No entanto, nem tudo o que parece é. E sem se darem conta, David e Syd acabam por tornar-se “marionetas” inconscientes no mais recente esquema de Amahl Farouk (Navid Negahban).

Apesar de David ser a estrela da série (daí o seu título), a grande estrela do episódio foi Syd. Dentro de um misterioso labirinto, esta dá de caras com Melanie Bird (Jean Smart), que continua a manter a sua opinião pessimista sobre o papel do homem nas suas vidas. No entanto, existe alguma coisa diferente. Melanie está mais negra, e não vos falo apenas da sua escolha de guarda-roupa para este episódio. Desta vez, Melanie faz tudo por tudo para virar Syd contra David.

Esta segunda temporada de Legion convidou-nos a questionar a nossa própria realidade, o que nós consideramos como real e ilusão. Por isso é que a sequência partilhada entre Melanie e Syd consegue ser a melhor parte deste penúltimo episódio. Através de um recap de várias cenas que vimos anteriormente na série (visto que inclui imagens da primeira temporada), Melanie começa a envenenar a mente de Syd; no entanto, e graças ao talento raramente aproveitado de Smart, as suas justificações têm o seu sentido que nos faz questionar verdadeiramente se David será mesmo um herói ou apenas um vilão em crescimento (algo que ganha mais força com o cold open do episódio, em que vemos David Haller em modo Legion, mesmo com cabelo espetado a condizer, um claro nod ao material de origem).

Este episódio foi também uma das raras instâncias em que encontramos David perto de perder as “estribeiras”. Incessantemente em busca de Syd, David faz uso de todos os truques possíveis para encontrar a resposta. No entanto, este caminho promete ser bastante negro. E parece que David tem mesmo essa noção, chegando a dizer que se sente agradado com todas as maneiras imagináveis de se livrar de Amahl Farouk de uma vez por todas. Ainda que seja compreensível o seu estado de espírito (uma vez que David e Farouk tiveram uma relação perturbadora desde o início), não deixa de parecer que David está a meros passos de se tornar no vilão que parece estar destino a tornar-se.

Ainda pelo meio do episódio, somos presenteados com algumas cenas focadas no restante elenco secundário, mas estes não tiveram o mesmo impacto emocional que as jornadas de David e Syd. Agora resta esperar que o próximo episódio – que serve de um final de temporada de última hora – resolva as várias questões em aberto. Mas como está mencionado no início desta crítica, o palco está a ser preparado para um showdown que irá definir o resto da série.

Podem ler a nossa crítica ao episódio anterior aqui.

0 82 100 1
82%
Average Rating

Legion regressa em boa forma, e prepara-se para um final de temporada que irá definir a série daqui para a frente.

  • 82%

Comments