Cinema Críticas

Crítica: Little Miss Sunshine (2006)

Little Miss Sunshine Crítica De Cinema

Quantos de nós já não nos sentimos falhados? Como se a vida fosse “um concurso de beleza atrás de concurso de beleza”, e nós ficássemos sempre em último lugar. Hoje escrevo sobre o que é, provavelmente, o meu filme favorito. Little Miss Sunshine tornou-se num filme “ritual” cá em casa. Cresci a vê-lo, sempre com perspectivas diferentes. A família Hoover, composta por Richard (Greg Kinnear) e Sheryl (Toni Collette), os seus filhos Olive (Abigail Breslin) e Dwayne (Paul Dano), o tio Frank (Steve Carell) e o avô Edwin (Alan Arkin), segue em viagem numa carrinha VW para um concurso de beleza, onde Olive quer participar.

Little Miss Sunshine Crítica De Cinema

A cena inicial diz-nos tudo o que precisamos de saber: a câmara foca nos olhos de Olive e, através do reflexo nos óculos, vemos a coroação num concurso de beleza. Todos nós somos Olive, com o desejo de sermos bonitos e adorados. Conhecemos depois o resto da família, um por um; Richard é um orador motivacional ironicamente falhado, quase na falência; Sheryl, uma dona de casa deprimida; o avô Ed treina Olive para os seus concursos, e gosta de uma dose de cocaína pela manhã; Dwayne é um adolescente angustiado num voto de silêncio; e o tio Frank é um suicida falhado. Uma verdadeira família disfuncional faz-se à estrada para realizar o sonho do membro mais novo.

É um filme repleto de humor brilhante, brincando sem medo com os maus momentos que toda a família passa. Não há um único momento desperdiçado nem uma piada fracassada; o timing é perfeito e as cenas cómicas equilibram-se perfeitamente com as emocionais. Com todos os percalços ao longo do filme, destaco 2 momentos que me deixam incrivelmente emocional de todas as vezes que vejo: quando o avô Ed, antes de morrer, diz ao seu filho Richard o quão orgulhoso dele está; e quando Dwayne descobre que é daltónico, o que acaba com o seu sonho de ser piloto. São momentos como estes, tão bem feitos, que definiram as bases da minha apreciação do cinema.

Todo o elenco é sublime. A banda sonora conta com, entre outros, a banda DeVotchKa e o artista Sufjan Stevens, ambos fenomenais, que realmente elevam a obra.  Há algo de muito especial e familiar no ambiente criado.

O que tenho retirado de cada vez que vejo Little Miss Sunshine é que a beleza está nos olhos de quem vê, e que a beleza interior é sempre apreciada pelas pessoas que nos são próximas. Que não nos devemos sentir falhados quando estamos num momento baixo da vida, e que não há só os dois estados de “falhado” e “vencedor” na vida. Devemos julgar as nossas vidas e as vidas dos outros segundo os nossos parâmetros, distintos do que é “moda” e “rentável” hoje em dia. A personagem de Richard é inicialmente definida como alguém com fobia de falhar, e aos poucos, ele e toda a família unem-se e chegam à conclusão de que não faz mal não estarmos sempre no topo. Bastou a pequena Olive mostrar ao mundo que não é uma falhada, nem uma vencedora. É a Olive e isso basta.

Little Miss Sunshine Critica de Cinema

O filme é baseado no argumento de Michael Arndt, e este disse: “Há algo de muito errado com essa atitude. Há algo de tão humilhante e insultuoso sobre referir a outra pessoa como uma falhada, e eu quis atacar essa ideia, de que na vida tu só sobes ou desces.” Arndt referia-se ao facto de Arnold Schwarzenegger afirmar “odiar falhados”.

Este pequeno tesouro desconhecido de 2006, que demorou 5 anos a ser realizado, já me ajudou a ultrapassar maus momentos e é tudo o que um filme deve ser, na minha opinião. Recomendo fortemente. Deixo aqui algumas das minhas quotes favoritas:

“Richard: You know, Olive, Grandpa would have been proud of you today.

Olive: Really?

Sheryl: You were great.

Frank: You were better than great.

Dwayne: You were incredible.”

Dwayne: You know what? Fuck beauty contests. Life is one fucking beauty contest after another. You know, school, then college, then work, fuck that. And fuck the air force academy. If I wanna fly, I’ll find a way to fly. You do what you love, and fuck the rest.”

Grandpa: A real loser is someone who’s so afraid of not winning he doesn’t even try.”

Título: Uma Família à Beira de um Ataque de Nervos
Título Original: Little Miss Sunshine
Realizado por: Jonathan DaytonValerie Faris
Elenco:   Steve CarellToni ColletteGreg Kinnear
Duração: 101 minutos

Trailer – Little Miss Sunshine

Comments