Frame by Frame Lucifer TV

Lucifer – 3×25/26 – Boo Normal/Once Upon a Time

Lucifer

CONTÉM SPOILERS!!!

Lucifer foi cancelada. Esse é um facto bem patente. Desse cancelamento, nasceram os movimentos #RenewLucifer e #SaveLucifer. Movimentos esses que, até hoje, continuam a surtir efeito (aliás, o ator Tom Ellis revelou que os produtores da série andam em negociações para um possível resgate). Enquanto nada se saiba ainda nessa frente, a FOX ouviu os clamores dos fãs e deixou um “presente” para eles: dois episódios-bónus que, praticamente, fariam parte da quarta temporada (que agora é inexistente). Tomem nota de que, pelos episódios em si, estes deveriam ir ao ar no meio dessa temporada; por isso, não esperem uma ligação direta com o cliffhanger do series finale (podem consultar o que nós achámos desse episódio em particular aqui).

Abrimos Boo Normal, num dia normal em Lucifer, com o desvendar de mais um crime sem qualquer impacto no enredo principal (que permanece num completo mistério nesta altura). No entanto, rapidamente compreendemos que o caso será diferente quando a figura principal é Ella (Aimee Garcia), que recebe a visita surpresa de uma amiga de infância, Ray-Ray (Charlyne Yi). Mas eis o twist: Ray-Ray é uma “fantasma”! Francamente, Ella foi uma personagem que trouxe um certo bem-estar aquando da sua estreia na segunda temporada. No entanto, pode-se dizer que pouco ou nada sabemos sobre a personagem, fora os vários dramas familiares. A presença de Ray-Ray (ignorando o twist que, sejamos sinceros, devíamos ter captado de imediato) veio alterar essa vertente familiar, já que este pequeno segredo ajuda-nos a criar mais laços íntimos com a personagem. O mesmo não se pode aplicar a Chloe (Lauren German), que se revelou como pessimamente utilizada neste primeiro de dois episódios-bónus.

O mesmo se aplica a Lucifer e Dan (Kevin Alejandro), que foram relegados para babysitting duties ao falharem redondamente na apreensão da adolescente rebelde Beckett (Madeleine Coghlan). Neste caso em particular, o episódio só se safa pelo seu sentido de humor, se bem que pareceu uma falta de respeito a duas personagens que conseguem fazer melhor do que serem verdadeiros idiotas.

Mas se Boo Normal foi um episódio mais “tradicional” na veia de LuciferOnce Upon a Time rompeu com a fórmula. Por um lado, pode ter sido bastante familiar (sim, envolve um homicídio), ao ponto de podermos estabelecer um paralelo com o episódio-piloto. Mas dois twists marcam-no logo pela diferença: 1) passa-se num universo paralelo em que os nossos protagonistas nunca tiveram o primeiro contacto ou, então, seguiram rumos diferentes; e 2) o episódio ter sido narrado nada mais, nada menos, do que pelo próprios Deus (vocalizado por Neil Gaiman, num processo de casting que não podia ser mais meta visto ter sido ele o criador desta versão de Lucifer).

O caso em si pode não ter sido dos mais brilhantes, mas este episódio serviu para vermos algumas versões diferentes de algumas das nossas personagens favoritas: Lucifer continua a ser aquele Diabo arrogante; Chloe, além de ter prosseguido com a sua carreira cinematográfica, mantém uma relação saudável com o seu pai (Louis Herthum), que acontecer ser o Tenente da LAPD; Dan manteve a sua sede de corrupção, algo partilhado pela igualmente corrupta Charlotte (Tricia Helfer); Mazikeen (Lesley-Ann Brandt), além de guarda-costas/barmaid de Lucifer, é também líder de um culto; Linda (Rachael Harris) deixou o seu gabinete para se lançar na área da televisão; e Ella tornou-se numa reparadora de automóveis roubados. Portanto, e apesar de um caso básico, tornou-se interessante como estas personagens, agora diferentes, interagiram entre si de uma forma que pareceu natural.

Em suma, estes dois episódios podem não ter sido brilhantes por mérito próprio (e completamente desenquadrados aquando do final da série), mas não deixa de ser um pequeno presente para os fãs de Lucifer injustiçados pelo cancelamento.

0 67 100 1
67%
Average Rating

Apesar do cancelamento precoce, a FOX exibiu dois episódios-bónus de Lucifer que certamente farão o agrado dos fãs.

  • Boo Normal
    60%
  • Once Upon a Time
    74%

Comments