Cinema Críticas Uncategorized

Crítica: The Strangers: Prey at Night (2018)

The Strangers: Prey at Night

Título: The Strangers – Predadores da Noite
Título Original: The Strangers: Prey at Night
Realizado por: Johannes Roberts
Elenco: Bailee Madison, Martin HendersonChristina Hendricks
Duração: 85 minutos

The Strangers: Prey at Night é a sequela do filme thriller/terror de 2008 intitulado The Strangerse segue uma família que, ao pernoitar num parque para caravanas, é perseguida por 3 assassinos mascarados. A família é composta pela mãe Cindy (Christina Hendricks), o pai Mike (Martin Henderson), a filha problemática Kinsey (Bailee Madison) e o seu irmão mais velho Luke (Lewis Pullman). Realizado por Johannes Roberts, o filme é paupérrimo comparado com o anterior, realizado por Bryan Bertino.

Ao contrário da obra de 2008, que foi genuinamente perturbadora na minha opinião, The Strangers: Prey at Night não oferece nada de novo. As personagens estão mal escritas, e o filme não tem nada de assustador; a história e os jump scares são do mais previsível e corriqueiro que existe, e apesar de ter 3 assassinos mascarados, não tem nada a ver com o filme de Bryan Bertino. Segue a receita básica de “vítima foge num ambiente deserto enquanto é lentamente perseguida por assassino”, comete um dos erros mais comuns deste estilo: os assassinos estão sempre 1 passo à frente das vítimas, apesar de andarem ao mesmo ritmo. Isto irrita-me profundamente. Como é que 3 pessoas podem estar ao mesmo tempo em vários sítios e a assustar 4 pessoas ao mesmo tempo? Como é que, num grande parque para caravanas à noite, os assassinos podem prever onde estão as suas vítimas e inventar planos ridículos com caixinhas de música e objectos a mexer sozinhos? E pior, como é que as vítimas caem nestas armadilhas em vez de fugirem a 7 pés? O filme é culpado disto tudo e muito mais. Enquanto que na versão de 2008 o terror provinha da ideia de que aquela situação poderia acontecer connosco, nesta sequela essa ideia é riscada, de tão irrealista que é o filme.

Apesar de todos os defeitos, considero que a cena em que Luke se defronta com os assassinos na piscina foi a mais interessante do filme inteiro. De resto, foi muito fraco. Não tem o ambiente que a prequela teve, e considero que falhou redondamente. O elenco é muito fraquinho e não atingiu o seu potencial… de todo! Os 3 vilões desiludiram muito e não tinham absolutamente nada de ameaçador.

The Strangers: Prey at Night é um filme aborrecido e sem substância, feito obviamente para lucrar com uma história que há 10 anos atrás resultou. Infelizmente não tem qualidade. Não recomendo.

Trailer – The Strangers: Prey at Night

Comments