Cinema Críticas

Crítica: The Kissing Booth (2018)

The Kissing Booth Crítica De Cinema

O meu guilty pleasure é ver comédias românticas “foleiras”; aqueles filmes de adolescentes como Mean Girls ou Easy A. São divertidos, fáceis de ver e, admito, um pouco “foleiros”. The Kissing Booth é só “foleiro”.

Adaptado de uma história escrita online por Beth Reekles, The Kissing Booth começou lindamente com uma história bonita, uma tragédia pessoal e uma amizade adorável. Elle Evans (Joey King) é amiga de Lee Flynn (Joel Courtney) desde nascença, e passam as suas infâncias juntos. Já adolescentes e melhores amigos, Elle apaixona-se pelo irmão mais velho de Lee e não sabe como lidar com isso sem destruir a amizade.

The Kissing Booth Critica de cinema

Nos primeiros 10 minutos parece promissor. À medida que o drama se desenrola, as personagens ficam ridículas e o que nos é apresentado no início fica sem sentido. A morte da mãe de Elle quase nunca é referida e não interessa, em nada, para o desenvolvimento de Elle. O resto das personagens são irreais e têm relações estranhas umas com as outras, e dá a sensação de que quem as escreveu nunca viu adolescentes na vida real.

O elenco é muito fraquinho e melodramático, e as relações entre Elle, Lee e Noah (Jacob Elordi), irmão de Lee, são tóxicas; Noah abusa emocionalmente de Elle, mas só porque é um menino bonito, a relação é tratada como um conto de fadas; e a amizade de Elle com Lee rapidamente se torna controladora. Fiquei exausta só de acompanhar os dramas.

Penso que o filme quis passar a mensagem de que “se gostas de uma pessoa, deves aceitá-la como ela é e deves querer o melhor para ela”. Mas para chegar a essa conclusão o filme dá  voltas confusas. A nível estético penso que é mais do mesmo: “pessoas que parecem ter 25 anos a interpretarem estudantes do secundário”. O ambiente criado é genérico e aborrecido, inclusive, deu-me vontade de olhar para o telemóvel algumas vezes, pois para além disso o filme é bastante longo.

The Kissing Booth é um filme confuso, e não é uma simples e confortável comédia romântica que aparenta ser. Não é terrível, mas não é bom.

Título: A Banca dos Beijos
Título Original: The Kissing Booth
Realizado por: Vince Marcello
Elenco: Megan du Plessis, Lincoln PearsonCaitlyn de Abrue
Duração: 105 minutos

Trailer – The Kissing Booth

Comments