Cinema Críticas

Crítica: Stuart: A Life Backwards (2007)

Nome: Stuart: Uma Vida ao Contrário
Título Original: Stuart: A Life Backwards
Realizador: David Attwood
Elenco: Benedict Cumberbatch, Tom Hardy
Duração:
 92 minutos

Stuart: A Life Backwards é um filme televisivo britânico de 2007, realizado por David Attwood, já conhecido no ramo. É um filme biográfico que segue a vida de Alexander (interpretado por Benedict Cumberbatch) e da sua amizade improvável com Stuart (interpretado por Tom Hardy), um sem-abrigo alcoólico que passou por vários traumas ao longo da sua vida.

Apesar de ser um filme desprovido de grandes orçamentos, Stuart: A Life Backwards aposta na construção dos personagens Alexander e Stuart. Estes são o foco principal da película, que segue a sua amizade e da maneira que se vão conhecendo um ao outro.

Não podemos deixar que nos passe ao lado que este filme televisivo teve um elenco principal fenomenal. Stuart: A Life Backwards conta com dois dos maiores nomes do cinema e televisão para os seus protagonistas. Ambos Benedict e Tom não tinham o estatuto que possuem atualmente, mas não é por isso que deixam de nos impressionar. Benedict Cumberbatch interpreta Alexandre, um escritor britânico que leva uma vida tipicamente inglesa. Ao longo do filme, Alexander aprende a não olhar para o seu próprio umbigo e a preocupar-se com os outros, à medida que descobre um mundo que nunca antes conhecera. Apesar de não ser um papel exigente, Cumberbatch não desilude na entrega deste personagem.

No entanto, temos que admitir que Stuart: A Life Backwards é The Tom Hardy Show. O ator britânico rouba toda a atenção para si com uma performance excelente como Stuart, que chega a ser chocante e arrepiante. Ao longo do filme ficamos de boca aberta com a prestação de Hardy e do empenho que este mete no seu papel. O ator consegue com que o público sinta pena e empatia por um personagem que, mesmo à primeira vista, parece desleixado, mau e violento, e que mais tarde vimos a descobrir o seu lado despedaçado, ingénuo e traumatizado. Pessoalmente, é um dos melhores papéis de Tom Hardy até à data, que merecia uma nomeação do ator pela Academia de Televisão.

Apesar dos planos de câmara e a banda sonora não serem nada de extraordinário, temos que dar uma abébia à película pelo baixo orçamento que teve. O seu argumento é muito bem construído e o guião muito bem escrito. O enredo retrata a vida de Alexander e da sua ligação a Stuart. É uma história envolvente, que rapidamente muda o seu tom alegre e risonho para um completamente sombrio e triste. É algo de impressionante, conseguir jogar com tons tão distintos e conseguir com que encaixem bem.

Stuart: A Life Backwards é um dos melhores filmes que tive o prazer de ver, não pela parte técnica mas pela parte pessoal. É um filme que tem as suas falhas, como muitos outros, mas que compensa pelo esforça e dedicação colocados por Benedict Cumberbatch e Tom Hardy, assim como o realizador e argumentistas. É uma amizade realmente improvável e, no entanto, uma das mais bonitas que existe. Poder acompanhar estes dois personagens a conhecerem-se mutuamente é uma experiência fantástica que qualquer um deveria sentir.

Trailer | Stuart: A Life Backwards

Comments