Frame by Frame The Handmaid's Tale TV

The Handmaid’s Tale – 2×04 – Other Women

The Handmaid's Tale

PODE CONTER SPOILERS!

Depois daquele cliffhanger no final do episódio da semana passada, onde vemos June (Elisabeth Moss) ser supostamente capturada, as dúvidas pairaram na nossa mente. Será que estava mesmo de regresso a Gilead? Ou será que aquilo poderia ser uma salvação? Logo no começo de Other Women percebemos que a primeira hipótese era a correta.

A Serva está de volta à casa do Comandante Waterforf (Joseph Fiennes) e Serena (Yvonne Strahovski), depois de ter sido “raptada” como pelos vistos foi contado pela tia Lydia (Ann Dowd). June não disfarça, de todo, o facto de não querer estar ali, assim como toda a raiva que carrega dentro de si. E, mais uma vez, a interpretação de Moss é de outro mundo! Com olhares, expressões faciais e até um simples mexer de lábio, ela consegue dizer-nos tudo. Numa única cena, ela vive mil e uma emoções, e tudo isso é passado para nós de forma brilhante.

Ao longo de todo o episódio o sentimento de culpa da protagonista foi crescendo, a cada informação nova que ia sabendo depois de estar ausente cerca de 3 meses. As poucas esperanças que tinha, foram-se dissipando. Mas o pior foi, sem dúvida, durante o passeio com Lydia e a maneira como esta exerceu pressão e a fez até questionar a sua própria identidade. É isso que Gilead faz.

June é agora Offred, chegando até a pedir desculpa aos Waterford e pedindo para estes a manterem lá em casa. Que bom foi ver Strahovski e Fiennes de regresso com o destaque que merecem Estou expectante sobre o rumo que isto poderá tomar!

Uma das cenas mais marcantes para mim foi a cerimónia do “chá de bebé”. É de loucos! As fitas com as respetivas cores das servas e das patroas, o toque das mãos entre a Serena e a criada, que parece juntá-las na maternidade… É quase poético e bonito, se esquecermos o lado horrível que está por trás disto tudo.

Tivemos ainda direito neste episódio a flashbacks que nos contaram da da separação de Luke (O-T Fagbenle) da sua ex-mulher e como June se sente culpada com o que aconteceu, por ter sido uma amante e destruído um casamento. Na cabeça dela, merece tudo o que lhe está a acontecer por isso.

The Handmaid’s Tale não desilude, de semana para semana. A tensão tem aumentado e parece que os cenários de horror que temos assistido, não param de aumentar. Não há limites em Gilead e pela conversa que vimos dos Comandantes, parece que a ideia é expandir. Medo! Muito medo!

Leiam o nosso Frame by Frame anterior de The Handmaid’s Tale aqui.

0 87 100 1
87%
Average Rating

The Handmaids Tale não desilude, de semana para semana. A tensão tem aumentado e parece que os cenários de horror que temos assistido, não param de aumentar. Não há limites em Gilead e pela conversa que vimos dos Comandantes, parece que a ideia é expandir. Medo! Muito medo. 

  • 87%

Comments