Mini-Reviews TV The Last Man on Earth TV

The Last Man on Earth – Season Finale – 4ª Temporada

The Last Man on Earth

Após uma primeira metade de uma quarta temporada que começou bem, mas que se tropeçou em si mesma até à midseason finale, eis que Phil e companhia regressou para a segunda metade desta temporada. Como será que esta temporada se saiu?

O MELHOR

É caso para dizer que, de todos os episódios desta segunda metade, a quarta season finale revelou-se como o melhor episódio. Não só teve direito a uma espécie de emoção madura, mas também deixou uma espécie de promessa de uma mudança de rotina após temporadas a mudar de “paraíso” em “paraíso”. Pode-se dizer que, pelo menos até aos minutos finais, existia aquela réstia de esperança para uma série que, se podemos ser honestos, já viu melhores dias.

O PIOR

É uma pena, então, que os episódios anteriores de The Last Man on Earth tenham ficado bem aquém das nossas expectativas bem baixas. A premissa inicial da série tinha o seu apelo único, mas também nunca foi um combustível que justificasse planos a longo prazo. Infelizmente, esta quarta temporada foi, claramente, um dos piores exemplos.

Existia um humor característico a cargo de Will Forte e, de certa forma, foi uma das claras razões para sintonizar-mos a série de forma mais regular. No entanto, o humor, para se manter vivo numa era televisiva cada vez mais competitiva, tem de se adaptar, de se reinventar. Infelizmente, a série não foi capaz de se manter à frente, optando pela “zona de conforto”, ou seja, caiu numa espécie de rotina que, agora, já viu muitos melhores dias. Essa “zona de conforto” também prejudicou o resto do elenco, que se manteve igual a si mesmo, sem muitas mudanças ao status quo. E mesmo quando testemunhamos essas mudanças, esses assuntos são resolvidos num simples estalar de dedos. 

Mas se calhar, tenho de apontar o dedo ao maior “insulto” desta temporada: o regresso de Mike Miller (Jason Sudeikis). Não me entendam de forma errada, Sudeikis, quando assim o deseja, consegue mostrar trabalhos impressionantes, mesmo na área da comédia fácil. A sua adição na segunda temporada foi uma espécie de “lufada de ar fresco” numa dinâmica que já se avizinhava familiar, já para não falar de ter direito a uma despedida emocional. Portanto, porque é que se dignaram de trazer o personagem de volta? Ainda que seja bom vermos Sudeikis fora do reino do grande ecrã, a sua presença não só nega aquela despedida emocional, mas também dá a entender que se tratou de mais um chegue fácil.

Atualmente, The Last Man on Earth encontra-se na zona de bubble, ou seja, pouco ou nada se sabe sobre a sua renovação ou cancelamento. No entanto, considerando o decréscimo na qualidade, juntamente com uma audiência semelhante à da temporada anterior (a série tinha sido renovada para a quarta temporada na altura por mera sorte), as coisas não estão favorecidas para Phil e companhia limitada.

Podem consultar a nossa Mini-Review aqui.

Estado da série: STAND-BY

0 40 100 1
40%
Average Rating

Fora uma season finale que se revelou mais forte que o habitual, parece que The Last Man on Earth nem sequer está a tentar melhorar-se a si mesma.

  • 40%

Comments