Cinema Críticas

Crítica: Dude (2018)

dude

Nome: Dude
Título Original: Dude
Realizado PorOlivia Milch
ElencoLucy Hale, Alex Wolff, Alexandra ShippAwkwafinaKathryn Prescott
Duração: 90 min

Dude é mais um numa longa lista de filmes recentes a desafiar o típico filme masculino. Retrata a adolescência exatamente como deve ser retratada, época de viver sem preocupações, fazer asneiras e correr riscos. E estas raparigas não têm problemas em fazê-lo nem o filme se preocupa em julgá-las pelas atitudes que tomam. A presença de álcool, drogas e sexo não passa de algo natural em Dude, onde nem os pais pensam duas vezes e aceitam o inevitável como natural. O trailer leva a crer que estamos perante uma comédia de escola secundária em que as festas exageradas vão trazer toda o enredo e o drama é apenas dano colateral. Mas o filme consegue surpreender.

Nunca deixando de ser uma comédia com os seus momentos leves e naturais entre as personagens, Dude é um filme sobre perda. No caso de Chloe (Prescott) a perda do irmão, para Lily (Hale) a perda da segurança de um plano bem definido com as únicas pessoas que tinha a certeza estarem lá para ela. E a adolescência não passa disso, ver um sistema de suporte a desmoronar-se. É exatamente essa sensação que o filme captura, escondida entre os momentos mais psicóticos de Lily e a tristeza profunda de Chloe.

Ainda que consiga trazer muito mais do que seria esperado, Dude não faz tudo bem. Deixa cair o diálogo em certos pontos sem saber bem o que dizer para incentivar o drama e não faz o suficiente para enaltecer Amelia (Shipp) e Rebecca (Awkwafina). Mas faz-se valer do elenco surpreendentemente à altura para criar um enredo agradável, leve mas com conteúdo.

Trailer | Dude

Comments