Open Sesame Rubricas

Made in Abyss, em busca do desconhecido pelas profundezas da Terra

made in abyss 1

Made in Abyss parece ser um anime “fofo”, uma aventura pelas profundezas da terra, mas apesar de também ter essa componente, é violento, macabro e simultaneamente heartbreaking.  Passa-se num cenário muito específico mas que não deixa de cativar. Um cidade construída à volta de um buraco na Terra, do qual grande parte ainda está por explorar. A história gira à volta do desconhecido que este representa e da vontade, determinação e curiosidade do ser humano relativamente a algo que desconhecem. Riko, uma menina de 12 anos, vive num orfanato. A sua mãe, uma aventureira do abyss, desceu há 10 anos atrás, nunca mais tendo sido vista. Riko deseja, acima de tudo, encontrar a sua mãe que é considerada uma lenda na cidade onde vive por ser das poucas que se aventura nas camadas mais profundas. Um dia, enquanto explorava uma das camadas mais superficiais, encontra um robô que se assemelha bastante a um rapaz, acabando por o apelidar de Reg, já que este parece não ter qualquer memória do seu passado. Achando que este tem de vir das zonas mais profundas do abyss, decide aventurar-se com ele numa viagem que ambos sabem, ser sem retorno. Isto porque descer é fácil, mas quanto mais fundo se vai, mais difícil é regressar. Os efeitos físicos são severos, sendo a morte inevitável quando se tenta regressar após atingir um certo patamar. Para além disso, o abyss está repleto de criaturas místicas, artefactos com poderes desconhecidos e perigos a cada esquina. À medida que vão descendo, vão descobrindo mais sobre este, sobre a maldição que este acarreta, sendo postos à prova a todo o momento.

Gostei bastante deste anime, sendo apenas composto por uma temporada com 13 episódios que estreou em 2017. Uma segunda temporada estará para vir, continuando a história da manga que já conta com 6 volumes. A animação é de cortar a respiração, o misticismo do cenário está muito bem apresentado e o alternar entre momentos “light” e momentos pesados tanto graficamente como psicologicamente tornam este anime muito cativante. Em suma, recomendo este anime pois tem uma história sólida, deixa o espectador com muitas perguntas, algumas que já são respondidas nesta temporada e outras que espero que virão com a segunda temporada.

Leiam o Open Sesame da semana anterior aqui.

Comments