Fear The Walking Dead Frame by Frame TV

Fear The Walking Dead – 4×02 – Another Day in the Diamond

Another Day in the Diamond

Em “Another Day in the Diamond“, uma sobrevivente em apuros recebe ajuda onde menos espera. Madison (Kim Dickens) lutou para reconstruir uma vida que agora está ameaçada. Estes são os dois pontos mais fortes de um episódio que segue uma receita já (demasiado) conhecida.

Depois de, na semana anterior, termos acompanhado essencialmente os personagens novos nesta temporada da série, esta semana o episódio foca-se nos que já conhecemos, usando um salto temporal para explicar algumas coisas.

Seguem-se Spoilers na análise.

Sobre Anther Day in the Diamond

Começamos por recapitular a armadilha em que Morgan (Lennie James), Althea (Maggie Grace) e Dorie (Garret Dillahunt) caíram no final do episódio anterior antes de recuarmos no tempo para perceber o que trouxe o grupo de Madison para a beira da estrada com o objectivo de emboscar caminhantes.

Ainda que não responda a todas as perguntas, como por exemplo como é que Madison se reuniu com Nick (Frank Dillane) depois da explosão da barragem, começamos por perceber que Madison reuniu uma comunidade considerável. Cerca de 4 dezenas de pessoas vivem num pequeno estádio de baseball fortificado com o nome “The Diamond”. De entre eles, Madison está particularmente preocupada com uma criança recém-chegada: Charlie (Alexa Nisenson). A criança esta sozinha e Madison está disposta a encontrar-lhe a família. Nessa busca acaba por encontrar Naomi (Jenna Elfman), uma sobrevivente solitária que aparentemente não confia em ninguém. Acabam por ter que a salvar dela própria, quando esta cai dentro de um tanque cheio de material inflamável de alguns dos walkers mais espectaculares que a série nos trouxe até hoje.

O grupo tenta salvar Naomi
O grupo tenta salvar Naomi
Os Abutres

De regresso ao Diamond o grupo é surpreendido por visitas. Um bando cerca o complexo, basicamente acampa, e com palavras bonitas o seu líder, Mel (Kevin Zegers), explica a Madison que o que têm ali não vai funcionar e que o que têm deve ser-lhes dado. Parece que já vimos isto em qualquer lado. Charlie era na realidade a informadora deste grupo que, acabamos por descobrir, se chamam Abutres.

Mel (Kevin Zegers)

Assim, regressamos ao ponto final do episódio anterior. O grupo de Madison suspeita que Morgan, Dorie e Althea fazem parte dos Abutres.

Análise de Anther Day in the Diamond

Eis que surge um novo grupo, com um líder bem falante e carismático. Com elementos cheios de estilo e frios como pedra. Um filme que já vimos. Literalmente. E é isto que temia que acontecesse com Fear the Walking Dead: que se tornasse num The Walking Dead mas noutro lado. Uma espécie de The Walking Dead: LA. Um pouco comos os CSI ou os NCIS desta vida.

Fear the Walking Dead teve inicialmente esta magia de trazer um universo que já conhecíamos com uma nova perspectiva, uma nova abordagem, novas personagens e novos paradigmas. Agora estamos a deitar tudo isto pela porta fora. A timeline agora cruza-se. A abordagem parece agora ser a mesma e, embora os personagens continuem a ser interessantes, podem acabar por sair desgastados desta nova fase em que entra a série.

O episódio, visto de forma isolada, não é mau. Bem pelo contrário. Mas olhando para o horizonte futuro e para a forma como The Walking Dead tem lidado com estas situações de grupos em conflito de forma repetida, entediante e quase de navegação à vista, fico um pouco apreensivo. Espero vir a engolir isto que escrevi.

Depois de 3 temporadas a provar que havia espaço para duas séries no universo The Walking Dead, Fear está-me a assustar.

0 77 100 1

77%
Average Rating
  • 77%

Comments