Frame by Frame The Flash TV

The Flash – 4×18 – Lose Yourself

The Flash

CONTÉM SPOILERS!!!

Após uma quantidade infindável de episódios menos graciosos de The Flash, eis que a série regressa à sua boa forma num dos poucos episódios mais intensos da temporada atual.

Esta semana, a Team Flash decide encontrar uma maneira de derrotar Clifford DeVoe (Miranda MacDougall). Durante esta investigação, a equipa dá de caras com Edwin Gauss (Arturo del Puerto), o 12º e último meta-humano do autocarro da season premiere.

Mais uma vez, o episódio incidiu-se maioritariamente em Ralph Dibny (Hartley Sawyer); no entanto, existem claras diferenças em comparação com os episódios anteriores. Durante as últimas semanas, Ralph Dibny revelou uma tendência de aprender novas lições de como ser um bom herói… para depois descartar essa lição para o episódio seguinte! No entanto, o mesmo não se pode aplicar a este episódio, com Ralph a cruzar-se com a clássica regra de ouro dos super-heróis: não matar. Um ponto de vista que o colocou em confronto direto com Barry (Grant Gustin). Visto que se trata de Ralph, esperávamos que este se motivasse por questões egoístas; no entanto, não foi isso o registado neste episódio. Sim, é uma pena vermos um aspirante a herói a considerar homicídio para travar um conflito aberto, mas desta vez as suas motivações revelam-se altruístas, um claro sinal do que este aprendeu desde que integrou a Team Flash.

Torna-se uma pena, então, que o resto do elenco não tenha chegado nem aos pés caso em particular. Vimos Harry (Tom Cavanagh) a ficar cada vez mais viciado no seu capacete de pensamento, o que o torna ainda mais arrogante e violento, mas este segmento não teve direito ao tempo de antena necessário para sequer nos preocuparmos. O mesmo se aplica à nova dinâmica entre Caitlin e Killer Frost (Danielle Panabaker) mas que, tal como Harry, foi apenas um pensamento passageiro.

Felizmente, os DeVoe estiveram em força nesta semana, agora que tomaram a decisão de “sujar as mãos” para meterem as mãos nos metas restantes. E ainda que tenha sido bom vermos o nosso grupo a dar luta, é caso para dizer que o “golpe de misericórdia” dos DeVoe certamente deixou a sua marca na equipa a longo prazo. Além de dar uma espreitadela do verdadeiro endgame deste duo.

0 74 100 1
74%
Average Rating

Comments