Frame by Frame Homeland TV

Homeland – 7×09 – Useful Idiot

Homeland
0 83 100 1
83%
Average Rating
  • 83%

Homeland trouxe-nos esta semana um conjunto de viragens interessantes no seu trajecto. Outras nem por isso… Mas em ambos os casos, a série se posiciona (e a nós também) para os derradeiros episódios.

Análise com spoilers a Homeland – 7×09 – Useful Idiot

O episódio arranca com todos os personagens a lidarem com o que aconteceu no final do episódio passado: Simone (Sandrine Holtfoi descoberta e está em fuga, e Dante (Morgan Spectorconfessou a sua traição, ainda que possa não sobreviver ao envenenamento. E mesmo que o faça pode não sobreviver ao internamento… Mas já lá vamos.

Novas informações de Dante e a jogada de Saul com Paley

Felizmente para todos, Dante recuperou o suficiente para continuar a desenvolver os detalhes da sua traição a Carrie (Claire Danes). Esta convence-o que quem o envenenou foram os russos e que, por isso, não merecem a sua lealdade. Muito bem jogado. Assim, Dante conta tudo! Até um código do Twitter que faria toda a rede do SVR desmascarar-se.

max
Max (Maury Sterling) prepara-se para penetrar no Twitter.

Entretanto, Saul (Mandy Patinkin) e Wellington (Linus Roache), reúnem com Paley (Dylan Baker). A ideia é colocá-lo a par da Situação de Simone e Dante. Este é um dos pontos altos do episódio, de tal forma que é o que lhe dá o nome. Basicamente, Saul revela a Paley todo o esquema de influência montado pelos russos. Junto aos nomes de Paley e Carrie estão as iniciais “UI” que significa “Useful Idiot” (idiota útil). A descoberta de que era essa a real figura que estava a fazer, Paley sente-se mal com ele próprio. Dylan Baker desempenha o papel de forma irrepreensível nesta fase, encarnando a frustração sentida pelo personagem.

paley
Paley sabe da verdade por Wellington e Saul
Yevgeny assume controlo

Além de tudo isto, temos Yevgeny. O agente russo é uma espécie de super espião ninja que consegue sempre uma saída para tudo. Tem o aparente mérito de não deixar ficar os seus contactos para trás e é isso que o lança numa viagem para salvar Dante. Isto apesar de ter sido frequentemente contactado e ameaçado por superiores para abandonar a ideia. Sobretudo depois de começar o hacking da equipa de Saul ao Twitter.

Yevgeny acaba por chegar ao hospital e agitar tudo. Coloca Dante cheio de dúvidas em relação a Carrie e depois, quando se apercebe que perdeu a “corrida” decide livrar-se de Dante.

Yevgeny
Yevgeny apareceu tarde na temporada, mas já marca a sua presença

Ao mesmo tempo que Yevgeny se infiltra no hospital, Carrie está na escola a tentar levar a filha e assim evitar que a irmã acabe por garantir a custódia de Franny. Ao receber a chamada de Dante ela abandona o local à pressa e quase atropela a filha. O evento faz despertar uma paranóia qualquer em Carrie e ela começa com visões. Estas visões começam por ser da filha, morta depois do atropelamento, e depois de todos os que viu a morrer à sua frente: Brody, Quinn, Ayan… E, por fim, ela própria, gritando consigo mesmo “What did you do?!”

Coisas boas e coisas más.

Mas paremos aqui para pensar. Eu não sou o tipo de espectador/reviewer que anda à procura do mínimo erro. Mas tudo tem limites. Dante Allen é uma testemunha vital. Talvez a mais vital para o país no momento. Não pareceu que a segurança devia ser mais apertada? Mesmo com imprevisível e engenhoso plano de Yevgeny, o russo entrou naquele hospital mais facilmente do que uma faca quente em manteiga! Claro que o propósito era que Yevgeny acabasse por confrontar Dante… Mas não podiamos ter dificultado a vida ao homem? Tornou-se tudo previsível cedo.

Em sentido inverso, vem a ideia de Saul de hackear o Twitter. Todo o plano delineado pela equipa é apresentado de uma forma clara o suficiente para percebermos como ia funcionar e vaga o suficiente para não aparecerem aqueles nerds chatos a argumentar da impossibilidade técnica do detalhe X ou Y. Aborrece-me que séries ou filmes se esforcem demasiado por entrarem em detalhes técnicos para parecerem credíveis. Na maior parte das vezes são estão a arranjar lenha para se queimarem e a verdade é que já há séries que não consigo ver pelas bacoradas técnicas que são mencionadas por vezes. Vão hackear o Twitter? Através de uma backdoor aberta pela NSA? Ok. É credível e é tudo o que preciso de saber. Muito bem.

Fim dos Spoilers

Conclusão sobre Homeland – 7×09 – Useful Idiot

Ainda que Homeland tenha, nesta temporada, mantido sempre um rumo constante e coerente, neste episódio essas características ficam abaladas.

A intervenção de Yevgeny vem mudar praticamente tudo o que foi a evolução de Saul e Carrie neste episódio e no anterior, nomeadamente junto de Paley. Isto faz com que tudo recue à estaca zero. É como se uma boa parte dos episódios que ficaram para trás tenham sido para nada.

Mas esta também não seria a primeira vez que Homeland se saía bem com esta receita potencialmente negativa.

A verdade é que este episódio tem alguns dos momentos mais altos da temporada. Neste 7º ano de Homeland começa até a ser usual que todo o episódio traga um novo ponto alto. Os meus favoritos foram a personagem de Yevgeny. Coloca-se como um dos melhores antagonistas em toda a série. Além dele, também  aqueles momentos finais com Carrie que, cinematicamente, são do melhor que Homeland já fez.

 

0 83 100 1
83%
Average Rating
  • 83%

Comments