Counterpart Mini-Reviews TV TV

Counterpart – Season Finale – 1ª Temporada

Com mortes chocantes e a Guerra fria entre os dois mundos paralelos, a STARZ encerrou a primeira temporada do drama de espionagem Counterpart. Para variar, no centro de tudo estavam os dois Howard Silk – o super espião e o “de olhos gentis”, ambos interpretados pela estrela JK SimmonsEsta série de espionagem (com uma pitada de ficção científica) provou, nestes dez episódios, que consegue manter um equilíbrio perfeito entre suspense e drama.

Tem lugar em Berlim, entre dois mundos simétricos – o nosso e um universo paralelo criado após uma infeliz experiência científica durante a Guerra Fria. Neste thriller de ficção científica da Guerra Fria, em vez do Muro de Berlim ser uma construção física, é metafísico: um cruzamento, uma falha entre duas dimensões paralelas.

Seguimos então Howard Silk, um agente “duplo”. Na “nossa” Terra, ele é um homem bom e tímido. No entanto, o seu “outro lado” é um espião destemido e temperamental. Uma missão os obriga a trocar de lugar… 

A temporada termina com um ataque terrorista mortal na sede do Escritório de Intercâmbio, criando uma emergência diplomática que fecha a ponte entre os dois universos, deixando os dois Howards no estranho mundo novo de cada um. O que terá desencadeado este ataque?

O MELHOR

Imigração, desigualdades, terrorismo, fracassos diplomáticos. Esta primeira temporada é enriquecida com cada episódio, com cada descoberta: aqueles a quem chamamos de nossos inimigos são frequentemente nossos duplicados. Impecavelmente equilibrado entre cenas de ação precisas e cada vez mais eficientes, o thriller foi capaz de surpreender e explorar as nuances do ambiente entre o “nosso” Berlim e os “outros” de Berlim.

Counterpart manteve o seu tom de espiões da velha guarda em todos os momentos, nunca permitindo que os elementos de ficção científica se sobrepusessem (aliás, estes são bastante acessórios). O modo como a série estruturou a sua primeira temporada, com uma primeira metade apoiada na construção do mundo paralelo e das personagens, permitiu que, quando começam a acontecer as grandes revelações, estas sejam muito mais eficazes.

O dilema dos dois Howard repousa na resposta à pergunta “O que farias se conhecesses o teu outro eu?”, enquanto uma guerra interdimensional é forjada em torno dele. O nono episódio gerencia perfeitamente o suspense de que algo terrível vai acontecer enquanto ninguém pode fazer nada para evitá-lo.

No entanto, todas as personagens tiveram um retrato tridimensional, e foi fácil entender por que é que fizeram as coisas que fizeram. E apesar de JK Simmons ter recebido todos os elogios pela sua fantástica dupla interpretação, não houve elo fraco no elenco, começando com Olivia Williams e terminando com Nazanin Boniadi, Harry Lloyd, Sara Serraiocco e Ulrich Thomsen.

O PIOR

Apenas se desencadeando, por vezes, de uma forma um pouco menos suave, mais uma vez Counterpart tem o ínfimo de pior. Pelo menos por agora.

A série, neste momento, está realmente na terra de ninguém, e é exatamente onde deveria estar. Depois de uma primeira temporada consistentemente intrigante e espantosamente bem executada, não há como saber para onde vai. E isso torna a promessa do seu retorno ainda mais emocionante. Uma má notícia: teremos que esperar até 2019.

Leiam a nossa opinião dos primeiros episódios desta série fascinante aqui.

0 99 100 1
99%
Average Rating
  • Counterpart é o show de ficção científica e espionagem que ninguém sabia que precisava. Misterioso e bem feito, este show mostrou que consegue manter um equilíbrio perfeito entre suspense e drama. Estamos ansiosos pelo que aí vem!
    99%

Comments