The Walking Dead TV

The Walking Dead – 8×14 – Still Gotta Mean Something

[Contém Spoilers, logicamente]

Antes de mais quero deixar claro que na semana passada me escapou um pormenor que mudaria parte da minha análise do episódio 13 de The Walking Dead.

Foi Dwight que acertou em Tara com a seta. Tara continua viva. Dwight fez de propósito. Dois problemas resolvidos num só.
Acaba por ser bem pensado, pois desta forma conseguem trazer uma Tara mais tolerável e concedem o “perdão presidencial” a Dwight.

Resta apenas saber se este quer/vai regressar a Hilltop.

Entrando no episódio, continua a não ser claro o que querem fazer com Carol, mas a analogia entre o desaparecimento de Henry e o desaparecimento de Sophie (há muitas temporadas atrás) foi muito boa. Serve mais uma vez para salientar o quão forte Carol é.

Se em 6/7 temporadas Carol foi impotente na missão de encontrar Sophie e impedir que ela tivesse o fim que teve, desta vez teve a iniciativa e foi capaz de impedir Henry.
Só uma nota para a falta de criatividade com o que aconteceu.

Ainda ligado a essa entrada no episódio, mas com um rumo diferente, tivemos Morgan (e Rick). Não é certo o que ele quer. Nem é ele que está a tomar as decisões relativamente à narrativa desta personagem (parece-me). Está na altura da sua loucura ganhar um novo rumo.

O encontro com Rick, no entanto, funcionou maravilhosamente bem e teve mais impacto do que seria de esperar.
O desfecho que Morgan deu ao que atormentava Henry… Just bloody brilliant!

Nota para uma particularidade interessante. Carol e Morgan começaram o episódio juntos, acabaram por seguir caminhos opostos mas, no final de contas, seguiram o mesmo caminho. O caminho das memórias passadas. Foi intencional e acabou por trazer algum valor a este episódio. Como o título do episódio cita: “Still Gotta Mean Something”.

Por falar em Rick, está na altura de saber o que Carl lhe quis dizer “por último”.

Num canto muito recôndito deste episódio, temos Sadis e Negan.
A relação entre eles tem tanto potencial. Há um ponto em comum que os une e, pela segunda vez em The Walking Dead (salvo erro), Negan voltou a abrir-se, a confiar e a contar a história da Lucille a alguém. Sadis está a justificar ter sido poupada.

Para terminar quero deixar claro que a minha aposta para o futuro da série é Sadis.

P.S. – Damn TWD, back at it again with those cliffhangers!
Alguém conhecido entrou no carro de Negan. Qual é a vossa aposta?

0 87 100 1
87%
Average Rating
  • 87%

Comments