Frame by Frame Suits TV

Suits – 7×11 – Hard Truths

Suits

CONTÉM SPOILERS!!!

Os nossos advogados favoritos estão de volta e as coisas não estão fáceis para Pearson Specter Litt. Com Jessica ameaçada e sujeita a ter a sua licença de advocacia revogada, Harvey e companhia precisam de descobrir um esquema para impedir que isto aconteça. No entanto, as vidas pessoais de cada um também não andam propriamente fáceis, uma vez que as hormonas parecem estar no ar (pela 13847467292374 vez). Mike aceita um caso de Alex mas existe algo de errado com ele, pelo que Rachel entra ao serviço para tentar ajudar o seu noivo.

Suits é uma daquelas séries que vive de clichés atrás de clichés. Não é uma originalidade mas há algo que, em quase todos os episódios, nos deixa interessados no seu enredo. É um ciclo vicioso, de facto. A narrativa deste Hard Truths não tem nada de novo, sendo que as típicas intrigas, problemas amorosos e decisões trágicas assumem as rédeas durante os 40 minutos. Mas ainda assim sinto uma pequena satisfação com o mesmo e muito se deve à forma como (quase todas) as personagens, que conhecemos já há tanto tempo, têm ainda as suas histórias pessoais inacabadas.

Comecemos por Harvey e Donna que é aquele caso amoroso já chato e que continua a adiar-se escusadamente ao longo dos anos. Suits não é imprevisível e todos nós, fãs regulares da série, sabemos que ambos irão terminar juntos independentemente de surgir um novo interesse amoroso aqui ou acolá. Sabemos que a série arrasta esta questão propositadamente e, por muito chato que isso possa ser, esperamos sempre por aquele desfecho que tanto ansiamos. “Será que é desta? Será que finalmente vão acabar juntos? Que chato! Ainda não é desta!” Torcermos por esta relação é algo que nos força indiretamente a continuar a seguir Suits. Já estamos cansados mas queremos ter a certeza de que isso irá acontecer.

Agora que sabemos da partida de Patrick J. Adams e de Meghan Markle, que todos os dias tem o chá das cinco marcado no Palácio de Buckingham neste momento, a série começa já a mostrar indícios de que talvez seja pelo melhor, de facto. Há já demasiado romance dentro da história e, como se já não bastasse o drama constante entre Harvey e Donna, dominar a série pelo fator amoroso iria torná-la ainda mais aborrecida e vulgar. É uma boa decisão e espero que o final que lhes está destinado seja digno da sua passagem pela série.

Louis é também um foco de interesse. O outrora explosivo e impulsivo senior partner está mais sensato e ponderado. Continua uma “fera de ataque” para proteger a sua empresa, mas a nível social e humano encontra-se numa boa posição o que, espero eu, seja definitivo, porque estar constantemente a trazê-lo ao seu pior é também já cansativo.

Por fim, as “duras verdades” continuam a fazer de Suits uma novela divertida e ligeira, ainda que se sinta um certo cansaço e está a precisar claramente de chegar ao seu fim. Quer estejamos perto ou não, não deixa de ser um guilty pleasure ver como estas personagens que conhecemos há tanto tempo vão resolvendo os seus dilemas, mesmo que seja a “passinho de caracol”.

Leiam o nosso Frame by Frame do episódio anterior de Suits aqui.

0 66 100 1
66%
Average Rating

Suits está de volta e, apesar de manter a sua fórmula que começa a revelar uma certa fadiga, não deixa de ser prazenteira e de nos continuar a cativar pela forma como vai jogando com as suas personagens.

  • 66%

Comments