9-1-1 Mini-Reviews TV TV

9-1-1 – Season Finale – 1ª Temporada

9-1-1

PODE CONTER SPOILERS! 

Não posso dizer que fiquei de imediato em pulgas quando soube que estava para sair esta série. O que me atraiu foi, sem dúvida, ser do génio da TV Ryan Murphy e o elenco principal, com nomes que já estavamos habituados a ver no pequeno ecrã como Angela Bassett, Connie Britton e Peter Krause.

A premissa parecia mais do mesmo, uma daquelas séries para ver quando nos deitamos no sofá sem mais nada para fazer, de fácil consumo. Logo após ter visto o primeiro episódio mudei de opinião. Seja pelo texto, pelas personagens, pela forma como tudo aquilo que estavamos mais do que acostumados a ver, é abordado aqui.

Andando entre os paramédicos, os bombeiros e a polícia, a série caminha por aqueles lugares comuns que já vimos várias vezes, mas fá-lo de uma maneira inteligente, dando profundidade aos heróis sem capa que vemos em várias situações de emergência por capítulo.

O MELHOR

Sem sombra de dúvida, trazer uma frescura nas séries do género, com uma história que entretém e cativa, estrelada por um elenco de luxo. 

A trama vai tocando em várias temáticas, que não fazem parte da linha principal, mas que conseguem ganhar o seu destaque com facilidade, como o caso da homossexualidade de Michael (Rockmond Dunbar), o marido de Athena (Bassett) e a maneira como ela lida com tudo. Mesmo em diversos casos de socorrismo que vamos vendo ao longo dos episódios, muitos deles vêm com uma espécie de mensagem, que nos faz pensar e questionar àcerca das nossas ações, assim como fazer as personagens refletir sobre a maneira como levam a sua vida.

Ainda que algumas das situações que ocorrem pareçam extremamente surreais e pensamos: “Isto é mesmo ficção”, o certo é que todas as histórias são baseadas em factos reais, desde o bebé preso no cano à cobra. O mundo real é muito mais doido que aquele que vemos através do nosso sofá. É diferente das coisas banais que vamos vendo em todas as séries do género e talvez por isso funcione. Ficamos agarrados ao episódio e quando acaba queremos sempre mais.

Também as personagens são muito bem escritas, sendo impossível não nos rendermos a cada um deles, mesmo aos mais secundários, como o grupo de bombeiros, onde podemos ver Buck (Oliver Stark), Hen (Aisha Hinds) e Chimney (Kenneth Choi), que vão ganhando mais espaço com o decorrer dos episódios e penso que já não imaginamos a série sem eles. Penso que isto tudo só funcione realmente, graças à performance dos atores, que agarram as cenas sem medo. Quando os protagonistas se juntam em cena, é maravilhoso.

A série vive muito do drama e já deitei algumas lágrimas a ver a série. Não só por alguns casos de emergência, como pelos problemas dos protagonistas, que arriscam a vida todos os dias a salvar os outros, quando muitos deles também precisavam de ajuda. Também há espaço para o amor e acho que 100% do público da série se encantou pela história do jovem bombeiro engatatão e a mulher que não tem vida própria. Depois deste final, não sei o que achar. Haverá hipótese de vermos mais destes dois juntos?

O PIOR

Há algumas questões que precisam ser resolvidas, ainda que não sejam graves. 

Infelizmente, a premissa não é original de todo e, por isso, pode tornar-se maçador porque é tudo um bocado previsível e com vários clichés. Não que me tenha acontecido, mas acredito que algumas pessoas possam queixar-se disto.

Uma série deste género também aguentaria bem mais de dez episódios, porque no meio de toda a confusão das emergências, apenas Buck teve espaço para crescer na totalidade. Ainda que o último capítulo tenha mostrado os personagens a mudarem um pouco as suas vidas, o certo é que foi tudo muito ao de leve ou forçado e poderia ter sido mostrado com mais tempo sem cansar o espectador.

Com uma realização frenética e cativante, 9-1-1 já conquistou os EUA, sendo de imediato renovada para uma nova temporada. Está aos poucos a chegar ao nosso país e acredito que com o tempo, não faltem pessoas a render-se. A mim já me conquistou e espero ansioso por novos episódios. Porque aliás, quem não gosta de uma série que te entretém e onde podes rir e chorar em 40 e poucos minutos? Well done Ryan Murphy! Mais uma vez.

ESTADO DA SÉRIE: RENOVADA

0 85 100 1
85%
Average Rating

Com uma realização frenética e cativante, 9-1-1 já conquistou os EUA, sendo de imediato renovada para uma nova temporada. Está aos poucos a chegar ao nosso país e acredito que com o tempo, não faltem pessoas a render-se. A mim já me conquistou e espero ansioso por novos episódios. Porque aliás, quem não gosta de uma série que te entretém e onde podes rir e chorar em 40 e poucos minutos? Well done Ryan Murphy! Mais uma vez.

  • 85%

Comments